coluna-das-gemeas category image
Coluna das Gêmeas #131 – Tempestade
Sunday 30/06/2013 às 10:00 1150 Views Arquivado em: Coluna das Gêmeas

Oi bookaholics! Como foi a semana? Já estão de férias ou ainda falta um pouquinho? Meus amigos da outra universidade só entraram de férias agora… Não sei o que seria de mim se estivesse no lugar deles. No final de maio já estava pirando completamente! :07 Era como se dentro da minha cabeça tivesse uma grande tempestade se formando com todos os conteúdos, e as nuvens estavam tão pretas que a qualquer momento poderia cair tudo de uma vez e eu despencaria junto. Sério, cheguei a conversar com a Tatiana sobre isso, essa sensação de que, a qualquer momento, ia cair de tão cansada. :08
Tempestades são boas e ruins ao mesmo tempo. Quando elas são boas, você está fantasiando aquela cena de filme romântico, em que o mocinho (ou mocinha) te encontra e vocês ficam isolados até a grande chuva passar, e rola o clima… :26 (devia escrever um livro, honestamente) Ou então, se elas são ruins, é porque provavelmente foi de noite, você estava estudando ou lendo aquela parte importantíssima de um livro, e de repente… CADÊ A LUZ? Ou pior ainda (sim, porque dá pra ficar pior), você está tomando banho, acaba a luz e seu chuveiro, que é elétrico, esfria a água de repente. Já aconteceu comigo, e eu digo: é PÉSSIMO. :38
Mas gosto mais de pensar em tempestades como coisas boas, que varrem aquele ar seco, molham as plantinhas, cria aquele clima bom de ficar deitada e te deixa dormir. Razoavelmente, quando não está trovejando muito. Porque qualquer barulhinho a mais me acorda, e eu morro de medo de trovão.
Tempestades não estão presentes somente na nossa vida: estão nos livros também! Nessa semana selecionamos cinco títulos com o tema, e esperamos que gostem! Aproveitem bem essa semana, e até domingo que vem!

Garota Tempestade – Nicole Peeler

GAROTA_TEMPESTADE_1358170575P Logo que vi a capa, acreditei que o livro seria sobre alguma adolescente :36 , mas na verdade a protagonista está longe disso: Jane True tem 26 anos, mora numa pequena e conservadora cidade, chamada Rockabill, e sempre soube que não se encaixava em uma sociedade “normal”. Ela descobre que realmente não está entre os “normais” durante um nado noturno clandestino no mar congelante, desafiando um perigoso redemoinho (que tipo de pessoa faz uma coisa dessas???): na verdade, ela é apenas meio-humana. A partir de então, descobre-se em um mundo cheio de mitos e lendas, povoado por criaturas sobrenaturais que podem ser até mortais. Nada é previsível em um mundo com um goblin (?) advogado, um espírito de árvore maquiador :35 , um súcubo dona de boutique, elfos diabólicos, homens inflamáveis, seres híbridos que se transformam em animais selvagens… E Ryu, seu novo amigo, um vampiro poderoso, deslumbrante e MUITO SEXY! :26
O problema nesse mundo é que, por um acaso, alguém está matando meio-humanos como Jane. Se isso é algum tipo de plano para exterminá-los ou fruto de uma mente doentia, ninguém sabe. Mas é bom descobrir logo, antes que ela vire a próxima vítima!
Confesso que nunca tinha lido a sinopse, e me pareceu muito interessante! Esse é o primeiro livro da série O Estranho Mundo de Jane True, que é composta por seis títulos. Só o primeiro foi lançado no Brasil, pela editora Valentina. Procurei no site da autora e encontrei três histórias ambientadas no mundo da Jane, sendo uma novela, um mangá e uma pequena história. Só a novela foi publicada (em inglês), e você pode olhar aqui onde comprar!

O Princípio da Tempestade – Damian Dibben

O_PRINCIPIO_DA_TEMPESTADE_1353355481P Já imaginou como deve ser legal viajar no tempo? Quando eu era mais nova, assistia uma série na Fox Kids (SIM! Sou velha assim!) chamada O Colégio do Buraco Negro e eu AMAVA DE PAIXÃO! Sério, agora que eu estou pensando nela, acho que foi a minha primeira grande obsessão televisiva (esse era o meu capítulo favorito!), que eu fazia muitas teorias sobre os rumos das coisas e quase morri do coração quando chegou no último capítulo e o desfecho só descobriríamos se assistíssemos a um filme que produziram e que nem tinha no Brasil (e naquela época era muito difícil conseguir), principalmente traduzido! Anos depois uma amiga minha baixou pra mim (Izzy, MUITO obrigada!) e, desde então, nunca nem tinha passado pela minha cabeça procurar os capítulos no Youtube! (Aliás, se vocês se interessarem pela série, nesse link que eu deixei, tem as três temporadas e o filme que encerra a história! O único problema é que alguns vídeos não podem ser transmitidos no Brasil, mas imagino que em outro canal você consiga encontrar! Eu vou procurar!). Mas apesar de eu estar falando sobre uma história que envolve muita ciência e viagens no tempo, o livro que vou apresentar a vocês não se parece nem um pouco com o clima da escola da série.
A família Djones é capaz de viajar no tempo sempre que necessário, principalmente quando o assunto é resolver alguma pendenga que envolva mudanças na História – imagino que seja algo como mexer no passado e mudar completamente o futuro (uma teoria que eu gosto muito de analisar, principalmente porque a minha imaginação me leva a direções absurdas! Hahahaha). O problema é que os pais de Jake estão desaparecidos, e agora ele foi levado para o século XIX, na França, para tentar descobrir o paradeiro deles e os mistérios que rondam essas viagens e os perigos os quais a família tem lutado. Acho que essa história deve ser bem interessante, não só por causa do mistério (que eu fiquei bem curiosa), mas porque é um choque muito grande sair do século XXI e ir parar no XIX! Não que eu já tenha ido, mas quem lê livros históricos sabe muito bem que coisas muito simples para nós não estão presentes naquele tempo – exemplo disso é o papel higiênico! Não sei se eu me adaptaria bem a isso, mas espero que esses detalhes não atrapalhem o Jake na sua jornada!

Após a Tempestade – Karen White

APOS_A_TEMPESTADE_1358793064P Antes de falar sobre esse livro, eu tenho que dizer que adoro essa capa, sério: a areia meio molhada e que não gruda tanto no pé (tah, ela gruda de qualquer jeito) e o vestido longo da moça tem uma cor linda – eu amo cores que não são “óbvias”, como esse roxo que parece vinho e também parece um vermelho meio “inverno”, quando você olha de longe – eu não espero que vocês entendam as analogias que eu faço com cores porque ser que é muito difícil entender o que eu estou tentando explicar, mas tudo bem. O meu único problema com essa capa é o fato de que provavelmente tem muita areia nesse vestido, e quando essa mulher voltar pra casa, vai espalhar areia por tudo quanto é lugar (não se sente no seu sofá! Muito menos na cama!) e ela nunca mais conseguirá se ver livre da areia! /o\ AH! Areia me dá agonia!
Mas o livro não é sobre areia ou o tanto de areia que se espalha pelas ruas depois da ventania que antecede uma tempestade, muito menos aquela que fica incrustada nas ruas depois que a chuva cai. Julie é uma mulher que perdeu sua irmã quando ainda tenha 12 anos. Ela desapareceu e nunca fora encontrada, deixando um grande buraco nos corações de todos da família. Mesmo depois das inúmeras buscas à garota – principalmente por conta de sua mãe, que nunca desistiu -, a vida teve que seguir em frente. Dezessete anos se passam e Julie está muito bem na vida, tem um bom emprego e uma nova amiga, Monica, que começa a preencher aquela lacuna deixada pela irmã. Quando uma tragédia ocorre, Julie fica responsável pelo filho de Monica, e mesmo que ela seja como uma tia para o menino, Julie decide não mantê-lo afastado de uma parte de sua verdadeira família, ainda que ele nunca a tenha conhecido. Ela o leva para o Mississippi, mas essa viagem lhe reserva muitas descobertas sobre o seu passado e ligações com a família do garoto que ela nem poderia imaginar…
Esse livro me parece muito interessante, mas eu tenho um grande problema com histórias que envolvem desaparecimentos… Eu não gosto de ler sobre isso e fico com o coração na mão! Nossa, me dá até uma sensação ruim! Gostaria muito de saber o que acontece com os personagens e qual é o grande segredo, mas provavelmente terei que esperar algum conhecido ler e me contar… :34

Amor e Tempestade – Thales Guaracy

AMOR_E_TEMPESTADE_1241915223P Coaraci teve sua vida transformada depois da morte de sua mãe, porque seu pai, um influente juiz de Santo Antônio da Cachoeira, resolve se casar novamente. A nova esposa é Sinhá Ana Umbelina, que já tem um filho, Quinzinho (só eu ou todos vocês lembraram do namorado padeiro da Magali? :09 ). Depois desse casamento, há uma crise familiar, e Coaraci se vê rejeitado. Logo em seguida, é enviado (contra sua vontade) a um seminário. Por causa disso, além de ter que abandonar o amor de sua infância, Eleonora, aos poucos ele começa a nutrir um desejo de vingança contra a madrasta e seu irmão postiço. Ele abandona a ideia de ser padre e decide alistar-se no exército brasileiro, no meio de um cenário político muito conturbado. Saindo de São Paulo, ele vai com seu batalhão procurar o inimigo, Luiz Carlos Prestes, mas no caminho ele encontra terras devastadas, tentações da carne e do espírito e procura ainda desvencilhar-se das imagens do passado. Enquanto isso, a coitada da Eleonora ainda tem que resistir ao assédio de Quinzinho e a outras ameaças que podem definir seu destino e o de Coaraci. Em meio a essa aventura, ele encontra figuras emblemáticas da cultura brasileira, como Lampião :12 (festinha porque ele é da família, de acordo com uma pesquisa da tia da minha mãe) e seus cangaceiros e o Padre Cícero. Ou seja, a história faz um passeio pela História do Brasil e ainda nos faz pensar sobre as forças do coração, as que nos fazem fugir e as que nos fazem ficar.
A história parece muito boa! Gostava muito de estudar a História do Brasil, sempre achei importante para nós, brasileiros, entendermos o que aconteceu para sabermos o que está acontecendo. Vi boas e não tão boas críticas sobre ele, mas o que meio que me desanimou foi que a Jeh Asato, do Di Moça, o abandonou, e eu confio muito no gosto dela, então depois quero descobrir o motivo do abandono! Por isso, ainda não decidi se uma hora vou ler o livro ou não, para ser bem sincera.

Dias de Chuva e Tempestade – Nancy Pickard

DIAS_DE_CHUVA_E_TEMPESTADE_1360445251P Acho que todo mundo aqui está careca de saber que tanto eu quanto a Fernanda adoramos um mistério, mas estamos bem longe de acompanharmos todos os livros de suspense que estão por aí – principalmente porque não temos o costume de ler esse gênero, já que nos impressionamos facilmente e temos uma imaginação mais que hiperativa, o que pode ser um grande ponto contra esses livros. Mas enfim, essa história de suspense gira em torno de Jody Linder, uma professora que, há 23 anos atrás, sofreu um grande trauma quando seu pai fora assassinado e sua mãe desaparecera, que acabou sendo considerada também como assassinada. Todas as evidências apontavam Billy Crosby como o culpado, uma vez que fora empregado da família, levava consigo um vestido de Laurie (a mãe de Jody) com o sangue de Hugh (o pai) quando fora detido pela policia e teve um chapéu seu encontrado na cena do crime. Ele fora condenado e passou esses 23 anos na cadeia, mas agora ele estava prestes e a ser solto graças ao seu advogado e filho, Collin Crosby, Jody estava com muito medo do homem voltar para a cidade e resolver acabar com o resto da família. Collin acredita que seu pai é inocente e, enquanto luta para provar que as provas foram implantadas pela influência da própria família Linder, Jody começa a revirar o passado em busca de mais provas que mantenha o assassino preso. O problema é que, ao revirar o passado, muitos segredos são revelados, trazendo consigo verdades que poderão mudar o rumo das coisas… É como se uma tempestade revirasse tudo!
OH. MY. GOD. E não é que eu fiquei com vontade de ler esse livro depois da sinopse? Tudo bem que acho que vou ficar mais nervosa que uma pessoa normal ficaria, mas agora eu quero saber quem é o verdadeiro assassino, se a tal mãe morreu mesmo, quais são esses segredos e, é claro, se vai ter romance entre a Jody e o Collin! :30




Sobre o autor do post:

Ei, você! Sou Tatiana, mineira de coração e com 23 anos nas costas. Sou uma geminiana que está bem próxima daquela descrita pelo signo - ou seja, não consigo ficar presa a uma coisa só por muito tempo e estou sempre pensando em tudo. Sou fangirl em tempo integral e me envolvo com muita facilidade nas histórias das minhas novelas mexicanas. Estudo RI (ESTÁ ACABANDO! O QUE SERÁ DA MINHA VIDA?), mas quero fazer milhares de coisas na minha vida, desde ser designer de interiores até pesquisadora sobre cultura. Ouço muita música velha, leio muitos livros (quando posso) e amo quase tudo que envolva algodão doce. Também não ligo se você preferir me chamar de Fernanda - acontece muito, veja bem.
E-mail: tatitaleite@gmail.com



Posts Relacionados







:38 :37 :36 :35 :34 :33 :32 :31 :30 :29 :28 :27 :26 :25 :24 :23 :22 :21 :20 :19 :18 :17 :16 :15 :14 :13 :12 :11 :10 :09 :08 :07 :06 :05 :04 :03 :02 :01


6 Comentários em “Coluna das Gêmeas #131 – Tempestade”


#1 Amanda Faustino 30-06-2013 - 21:50 -
Google Chrome 24.0.1312.56 Windows 8

Só o primeiro me agrada… Tempestade não me agrada nem um pouco, rs.

Beijos,
Mand – Outbreaks.

[Responder]

Fernanda responde:

Google Chrome 28.0.1500.72 Windows 7

Tempestade é bom em livros, né? Mas é gostoso de imaginar você em uma casa isolada, com um amor ao lado, no meio de uma tempestade, né? :14 Mas com luz, obrigada, porque ficar sem luz realmente… NINGUÉM MERECE! Odeio o escuro!

Beeijo Amanda!

[Responder]

Já comentou 120 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#2 Ariane 01-07-2013 - 08:31 -
Google Chrome 27.0.1453.116 Windows 7

Não consigo gostar da capa de Garota Tempestade

Quero ler Após a Tempestade e também fiquei na dúvida sobre Amor e Tempestade

[Responder]

Fernanda responde:

Google Chrome 28.0.1500.72 Windows 7

Eu poderia pensar em inúmeras capas diferentes para Garota Tempestade… É bem o que eu escrevi, você vê a capa e não imagina que a história é assim, né? Honestamente, achava que era uma história para pré-adolescente…
Ainda não me decidi se um dia vou dar uma chance a Amor e Tempestade… Com tantos livros na lista de desejados, na estante e que eu sei que ainda serão lançados e que vão me fazer enlouquecer de vontade de ler, fica difícil querer dar uma chance a um livro que você sabe que pessoas em que confia no gosto literário não gostaram…

Beeijo!

[Responder]

Já comentou 267 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#3 Sumaya Lira Hermann 01-07-2013 - 15:54 -
Internet Explorer 9.0 Windows Vista

Quero muito ler A garota tempestade e os Guardioes….Após a tempestade ganhei numa promoção de blog, mas ainda não recebi. Me interessei bastante pela resenha dele que li em outro lugar. E Dias de chuva e tempestade comprei baratinho no ano passado.

[Responder]

Fernanda responde:

Google Chrome 28.0.1500.72 Windows 7

Já recebeu o Após a Tempestade? Fico agoniadíssima quando ganho uma promoção e o livro demora a chegar… Sempre ouço histórias de pessoas que às vezes esperam meses até o livro chegar, e geralmente a culpa é da editora, ou dos Correios…
Você já leu Dias de Chuva e Tempestade? É bom? Tenho quase certeza de que ficarei nervosa até a última página!

Beeijo!

[Responder]

Você já comentou 25 vezes.