coluna-das-gemeas category image
Coluna das Gêmeas #147 – Últimas
Sunday 10/11/2013 às 10:01 2319 Views Arquivado em: Coluna das Gêmeas

Por mais que esse título esteja parecendo um prenúncio de despedida, tenho que deixar claro que não estamos nos despedindo – aliás, como deixar de amar falar sobre livros, não é mesmo? Mas quando eu penso em últimas oportunidades, últimas chances, aquela sensação de nostalgia e de ansiedade parece tomar conta de mim. Seria por medo da mudança que uma decisão pode levar? Sinceramente não gosto muito de pensar que as mudanças trarão consequências ruins, mas tenho que admitir que não posso simplesmente deixar de considerar essa possibilidade. Então, os livros dessa semana mostrarão que quando estamos a ponto de tomarmos uma decisão a respeito de algo, nunca podemos ter certeza absoluta do que pode acontecer depois!
Tenham uma ótima semana!

A Última Princesa – Fábio Yabu

A_LTIMA_PRINCESA_1334361280P A Última Princesa já foi resenhado pela Pri aqui no blog, e conta a história de uma jovem princesa que foi banida de seu reino por causa de uma maldição de um feiticeiro, e tudo porque ela lutava pela libertação de escravos. Na infância, ela teve um amigo chamado Gamba, que até então para ela era um empregado no castelo, mas com o tempo descobriu a real situação não só dele, mas de boa parte de todas as pessoas presentes lá dentro. Ela foi proibida de se misturar com Gamba pelo cruel Barão e, depois de crescer e se casar com um ex-general, pediu de presente de casamento que seu pai libertasse dez escravos, entre eles Gamba. Isso despertou a ira de muitas pessoas (incluindo o Barão), e por isso foi enviada a um Palácio de Cristal. Um novo mundo lhe é apresentado pelo inventor aventureiro Alberto, que sonha em construir uma Ave de Rapina, máquina voadora que a levaria de volta ao seu reino.
Essa capa do livro é linda demais! Sério, e a história parece muito legal, esse negócio de ter que enfrentar as pessoas de seu reino para seguir um ideal é uma coisa bem moderna para alguém da realeza, porque como existem todas aquelas expectativas criadas para eles e todo aquele senso do que deve ser feito, fica meio difícil lutar contra uma instituição da sociedade. O mais legal é que parece que essa amizade com o Alberto a ajuda a nunca desistir e enfrentar seus medos, coisa que nem sempre encontramos por aí.

A Última Nota – Felipe Colbert e Lu Piras

A_LTIMA_NOTA_1352241875P O violino é um dos instrumentos mais fascinantes que eu conheço. Acho lindo demais quando uma pessoa toca, o som é delicado, prende a sua atenção… É um dos instrumentos que gostaria de saber tocar, mas fica a dúvida: dá dor no pescoço? Porque você sempre fica inclinado… Mas então, Alícia Mastropoulos não teve essa dúvida que eu tive e sempre tocou violino. Quando ela se apresenta pela primeira vez como a principal violinista na Orquestra da universidade que estuda, em vez de tocar a música programada, ela decide tocar uma composição inédita deixada por seu falecido avô. Erra a última nota,mas ninguém parece perceber.
Já no dia seguinte, ela recebe a notícia que um jovem foi encontrado no coreto próximo ao local da apresentação e levado ao hospital. Ao acordar, ele não se lembra de nada e ainda por cima apenas chama pelo nome dela! A aproximação dos dois é inevitável, mesmo ela querendo se manter afastada, ainda mais porque está noiva de Theo. Sua avó, para complicar ainda mais, decide hospedar o rapaz e deu-lhe o nome de Sebastian. Para tentar contornar a situação, ela decide apreçar o noivado com o namorado – para a satisfação de seus pais, porque é a união de duas famílias tradicionais gregas. Mas aos poucos ela se descobre intensamente atraída pelo desconhecido, que a levará a entender o mistério que o envolve, resgatar histórias do passado e até a tomar importantes decisões para o seu futuro.
Como não desejar ler esse livro? Sério, eu preciso descobrir qual é o segredo desse moço lindo de olhos azuis, quero saber qual será o final da Alícia, quero saber como foi tocar a música deixada por seu avô… Sem contar que eu adoro histórias que envolvem gregos. É uma língua tão diferente de todas as outras! Eu tava olhando no site do MEC e dá pra fazer o curso de Letras na UFMG com formação em português e grego! Mais uma graduação na lista de desejadas (que envolvem Hotelaria, Teatro – para dublagem, Jornalismo, Direito…).

A Última Carta de Amor – Jojo Moyes

A_ULTIMA_CARTA_DE_AMOR_1333392040P Tenho uma amiga que AMA Londres de paixão e acha até que nasceu no país errado – e eu sei totalmente como é essa sensação, já que me sinto da mesma forma com Nova York. Mas enfim, eu vivo perdida nos meus devaneios sobre como é viver lá, virar uma “nativa” e ter uma rotina bacana, me sentindo feliz da vida. Mas nunca parei pra pensar como deveria ser a vida na cidade há cinquenta anos, já que MUITA coisa muda nesse tempo todo. Aliás, as coisas podem mudar num piscar de olhos, não é mesmo? No caso de Jennifer Stirling, que vive na Londres dos anos 60, ela simplesmente acorda um dia em um hospital, sem se lembrar de nada. Conforme o tempo vai passando e ela volta pra sua casa, as tentativas de recuperar sua memória vão se tornando cada vez mais frustradas, mesmo com a ajuda de seu marido e de amigos, que estão sempre por perto. Aliás, ela sente falta de alguma coisa, mas não sabe o que é. Tudo isso muda quando ela descobre várias cartas de amor para ela, de um/uma tal “B”, que deveria ser alguém muito importante mesmo, a ponto dela estar disposta a deixar tudo para trás para ficar com ele/ela.
Daí você fica agora pensando: “nossa, eu quero saber o que aconteceu, se ela vai recuperar a memória e ir atrás desse/dessa ‘B’!” Pois bem. Nós não acompanharemos essa história, somente, porque nos dias de hoje, Ellie Haworth encontra uma dessas cartas e decide descobrir o que realmente aconteceu – ou seja, nós descobriremos tudo (ufa!), mas junto com a Ellie! ISSO É MUITO EMPOLGANTE! Pode me dizer a verdade: você também ficou curioso, não é mesmo?

A Última Música – Nicholas Sparks

A_LTIMA_MUSICA_1323432216P Claro que eu tinha que falar sobre esse livro ao som de When I Look At You, da Miley Cyrus! Não estou aqui pra falar sobre a carreira dela como cantora/atriz/seja lá o que for, mas vamos combinar que essa música é muito linda e que combina muito com esse livro! Se você já viu o filme e leu o livro, com certeza vai chorar quando começar o som desse piano do início da música – pelo menos eu choro até hoje! Hahahahahaha E por falar em chorar, claro que as pessoas sempre associam as histórias do Nicholas Sparks à choradeira incontrolável, não é mesmo? Eu não posso negar que o caso desse livro seja diferente, porque tanto eu, quanto a Fernanda e até mesmo meu pai choramos muito quando lemos – aliás, a Fernanda parecia um chafariz, de tanto que chorava!
E você? Já leu? AINDA NÃO?? Pois bem, deixa eu contar rapidinho do que a história se trata: Verônica Miller é uma adolescente como qualquer outra, que fica revoltadíssima quando tem que fazer algo que não quer – e no caso dela, suas próximas férias terão que ser ao lado de seu pai, na Carolina do Norte. Na verdade, a sua revolta não é só por ter que passar um tempo com ele, mas por tudo o que aconteceu com sua vida nos últimos três anos, quando seus pais se separaram e seu pai se mudou para longe. Ela é bem relutante à qualquer aproximação dele, mas com o tempo as coisas começam a mudar, principalmente depois dela conhecer Will, um dos garotos mais populares da cidade.
Sério, vocês têm que ler esse livro! Não é meu favorito do Nicholas Sparks, eu confesso, mas a história é muito bonita! Vale a pena!

A Última Façanha do Major Pettigrew – Helen Simonson

A_LTIMA_FACANHA_DO_MAJOR_PETTIGREW_1302655650P Uma das coisas que mais gosto de fazer é descobrir livros novos no Skoob. E não novos no sentido de lançamentos, mas novos no sentido de terem sido lançados há algum tempo e eu nunca ter ouvido falar. Melhor ainda: descobrir esses livros e ficar com muita vontade de ler! Foi o que aconteceu com esse livro da Rocco lançado em 2011!
Olha como a história parece legal: em uma pequena cidade da Inglaterra, o leitor acompanha a história do aposentado Major Ernest Pettigrew (quem aqui pensou no Perebas levante a mão! :14 ), que considera a honra, a disciplina e as boas maneiras virtudes essenciais. Ele está contente com sua rotina de viúvo, que inclui: idas ao clube de golfe, telefonemas para o filho e leitura de poemas clássicos, até que seu irmão Bertie morre, e ele percebe que está mais sozinho do que imaginava. É nessa solidão, ele acaba se aproximando de uma paquistanesa chamada Jasmina Ali, de 58 anos, viúva e dina de um mercadinho da região. Ah! E ela também é uma apreciadora de obras literárias. Todos os moradores da vila são fofoqueiros e ligados à tradição, então a diferença cultural entre os dois é praticamente insustentável, mas para Pettigrew ela é uma nova companhia, e então se desenrolará situações que o fará assumir seu amor mesmo com a exclusão da sociedade ao seu redor.
Além de toda essa coisa da sociedade excluir a mulher por causa de sua cultura e sua aparência e ela viver sob isso, uma das coisas que faz com que você queira ler é justamente o fato de ser um romance entre duas pessoas mais velhas. Podem notar, hoje é tão comum ler somente livros com protagonistas de idades que variam dos 10 aos 40 e poucos anos! E quando há personagens mais velhos, são apenas personagens que fazem parte da vida de alguém mas que nem sempre possuem um grande destaque. Já aqui é o contrário e, além dos dois protagonistas já serem mais velhos, ainda tem romance! Não me lembro de muitos livros que mostrem o relacionamento entre pessoas quase idosas/idosas – não só pessoas casadas, mas principalmente pessoas descobrindo o amor tardiamente! Se vocês se lembrarem de algum livro assim, por favor, avisem nos comentários! :27




Sobre o autor do post:

Ei, você! Sou Tatiana, mineira de coração e com 23 anos nas costas. Sou uma geminiana que está bem próxima daquela descrita pelo signo - ou seja, não consigo ficar presa a uma coisa só por muito tempo e estou sempre pensando em tudo. Sou fangirl em tempo integral e me envolvo com muita facilidade nas histórias das minhas novelas mexicanas. Estudo RI (ESTÁ ACABANDO! O QUE SERÁ DA MINHA VIDA?), mas quero fazer milhares de coisas na minha vida, desde ser designer de interiores até pesquisadora sobre cultura. Ouço muita música velha, leio muitos livros (quando posso) e amo quase tudo que envolva algodão doce. Também não ligo se você preferir me chamar de Fernanda - acontece muito, veja bem.
E-mail: tatitaleite@gmail.com



Posts Relacionados







:38 :37 :36 :35 :34 :33 :32 :31 :30 :29 :28 :27 :26 :25 :24 :23 :22 :21 :20 :19 :18 :17 :16 :15 :14 :13 :12 :11 :10 :09 :08 :07 :06 :05 :04 :03 :02 :01


2 Comentários em “Coluna das Gêmeas #147 – Últimas”


#1 Amanda Faustino 10-11-2013 - 18:39 -
Google Chrome 30.0.1599.101 Windows 8

Tenho vontade de ler todos, menos o último (então não é todos, rs :04 ) que não conhecia…

Beijos,
Mands – Outbreaks.

[Responder]

Tatiana Leite responde:

Google Chrome 31.0.1650.57 Windows 7

HAHAHAHAHHA Eu também não tenho vontade de ler esse último, mas acho que de todos da lista, estou mais tentada pra ler A Última Carta de Amor! <3
Beijoo!

[Responder]

Já comentou 120 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!