entrevistas category image
Bate Papo Com Allan Pitz
Thursday 09/06/2011 às 08:00 897 Views Arquivado em: Entrevistas

Olá pessoal!! Como estão? Para os estudantes, férias de inverno chegando e com certeza muitos livros para ler né? Eu pelo menos, adoroo o frio para ler vários livros. :) E nesse ritmo de quasee férias, convido vocês para conferir o bate papo dessa semana que é com Allan Pitz, autor do livro A Morte do Cozinheiro, resenhado aqui. Vamos à entrevista? Abraçoss!!!

01) Aqui no Bookaholic foi resenhado seu livro “A Morte do Cozinheiro”, além dele, quais outros você publicou. Nos conte brevemente sobre o que tratam.

A Fuga das Amebas Selvagens (contos, piadas, crônicas, cenas teatrais) – Livro para ser lido por qualquer um em qualquer lugar.
Duas Doses e um Bungee Jump (poemas) – Vendido somente em Portugal, e no Brasil pela internet.
Visões Comuns de um Porco Esquartejado (poemas)
Um Peixe de Calças Jeans (infantil pedagógico de combate ao bullying) – Adotado em algumas escolas particulares do Sudeste
Estação Jugular (Romance) – Livro bem original e absurdo. Uma viagem no mínimo ‘diferente’.

02) Em “A Morte do Cozinheiro”, o ciúme, o sentimento de posse são bem marcantes. Essas características, na sua opinião, fazem parte de todo ser humano ou ele as adquire em função de experiências de sua vida?

O ser humano se esquece, mas volta e meia algo resgata nosso verdadeiro composto essencial: Somos animais. A diferença entre nossa raça e as outras é o raciocínio, a capacidade cerebral de discernir o certo e o errado. Quando algo se altera emocionalmente e abala as estruturas, o homem pode perder seu raciocínio superior que o diferencia de outras espécies. Neste caso, sentimentos primários (selvagens) como posse, ciúmes e raiva podem atingir níveis insanos, incontroláveis!

03) O título do livro, pode fazer muitas pessoas pensarem que a história vai envolver um mistério sobre a morte do cozinheiro, porém o que percebemos é que o tema central não é tanto a morte de uma pessoa, mas sim os sentimentos que levaram uma pessoa matar a outra. Foi nesse sentido que você escreveu o livro? Quais visões sobre a história você esperou despertar nas pessoas?

Ele (Luiz Aurélio) Começa a história se confessando… Depois ele se rasga em lamentos infindáveis, pincela o quadro de sua ex como se ela fosse uma santa, se tortura por dentro, testa o limite… Ele vai enlouquecendo internamente e levando o leitor junto com ele (dentro de sua mente, lá nas piores tormentas). Na verdade, eu queria saber qual é o ponto cego que leva um cara sensível a matar. Eu tentei observá-lo de perto, e narrar sentindo toda aquela confusão de um assassino passional, culto e totalmente descontrolado.

04) Ainda sobre o livro, a personagem Carmem foi vítima do ciúme, do sentimento de posse pelo personagem Luiz, e em decorrência disto ocorre a morte do cozinheiro. Acredita que Carmem poderia ter influenciado para que os sentimentos de Luiz não chegassem ao ponto de cometer um assassinato?

Penso que a Carmem é muito importante no desenrolar dos fatos… Se avaliarmos a forma estranha (em cima do muro) que ela se posiciona… Tudo passa a ser suspeito demais.

05) Você possui um gênero literário como principal ao escrever (romance, suspense, drama,…)? Tem mais interesse em quais?

Prefiro os romances absurdos, mas estou terminando meu primeiro suspense (A Última Ronda Noturna). Deixo a criatividade correr solta.

06) Gostaria de escrever sobre um assunto específico mas que ainda não o fez? Se sim, porque?

Tenho alguns roteiros guardados, psicológicos demais… Mas hoje temos de saber o que o mercado quer vender (publicar), de acordo com o que os leitores querem comprar. Muitos livros que eu escrevi estão guardados num baú de madeira (baú do Raul), por não serem comerciais, nem possuírem o colorido dos livros que vendem melhor agora. Mas não posso reclamar, o escritor deve escrever e escrever.

07) Quais seus projetos em andamento? Possui algum projeto futuro que possa nos adiantar um pouquinho?

Recentemente eu lancei o Estação Jugular pela Editora Multifoco, estou no comecinho das divulgações. Em breve lançarei um livro infanto-juvenil em dupla com minha amiga escritora Liana Cupini. E ainda tem o suspense novo que está em fase de revisão. Estou trabalhando bastante!

08) Você possui na internet o blog Paquidermes Culturais e assim como você muitos autores mantem páginas no mundo virtual. Quais são os pontos positivos e negativos da internet na vida de um autor/autora?

O blog aproxima; é verdade… Hoje em dia é uma ferramenta importante, e eu estou sempre acompanhando e adicionando novos blogs. Devemos incentivar e participar.

09) Cite alguns de seus livros favoritos.

Factótum, O Capitão saiu para o almoço e os marinheiros tomaram conta do navio, Hollywood (todos do Bukowski), O Vampiro de Curitiba (Dalton Trevisan), Contos de Aprendiz (Carlos Drummond de Andrade), e outros que eu vou me chatear por não ter lembrado agora. Rs.

10) Utilize este espaço para mandar uma  mensagem aos seus leitores.

Meus amigos, muito obrigado por tudo até aqui. Não existe Allan Pitz escritor (nem livros) sem vocês, pois os leitores é que escrevem a história viva de um escritor. Sou felizardo, sim, por fazer arte no meu país, estar vivo, e ter a honra de ser lido por brasileiros.
Muito obrigado.




Sobre o autor do post:

Olá, meu nome é Fernanda, moro no RS, tenho 30 anos e sou bacharel em Sistemas de Informação. Além da tecnologia outras paixões fazem parte de minha vida: filmes, livros, músicas, fotografia. Sempre amei ler e procuro sempre estar lendo algum livro. Escrever é uma de minhas manias, além de escutar música e fotografar (de forma amadora) objetos e paisagens quando sobra tempo livre. Aqui no Bookaholic sou responsável pela seção “Bate Papo Com…”, conto com vocês para prestigiar a coluna!
E-mail: rl.nanda@yahoo.com.br



Posts Relacionados







:38 :37 :36 :35 :34 :33 :32 :31 :30 :29 :28 :27 :26 :25 :24 :23 :22 :21 :20 :19 :18 :17 :16 :15 :14 :13 :12 :11 :10 :09 :08 :07 :06 :05 :04 :03 :02 :01


5 Comentários em “Bate Papo Com Allan Pitz”


#1 Valéria Araujo 09-06-2011 - 19:54 -
Mozilla Firefox 4.0.1 Windows Vista

Oi, Pri!
Eu também não vejo a hora de entrar de férias para ler muitos livros.
Adorei a entrevista.
Parabéns Allan!!! Fiquei louca para ler seu livro.
Todo sucesso do mundo!!!

[Responder]

Comentou pela primeira vez, seja bem-vindo!

#2 Óticas 10-06-2011 - 10:24 -
Google Chrome 11.0.696.77 Windows 7

excelente entrevista!

[Responder]

Já comentou 104 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#3 Eduardo 10-06-2011 - 14:59 -
Google Chrome 12.0.742.91 Windows 7

Ótima entrevista. Fiquei com vontade de ler o livro :16

[Responder]

Já comentou 86 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#4 rudynalva soares 11-06-2011 - 00:16 -
Mozilla Firefox 4.0.1 Windows XP

Que legal! Mais uma entrevista com o Allan! Ele é uma figuraça, adoro!

Fernandinha!
Linda a entrevista, parabéns! Cada vez melhor, viu?

Allan!
Já sabe que sou fã de carteirinha, né?
Nem sabia que tinha escrito livros pssicológicos, iria amar ler.
Sucesso querido!
cheirinhos
Rudy

[Responder]

Já comentou 323 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#5 Natalia 14-06-2011 - 18:14 -
Mozilla Firefox 3.6.17 Windows XP

Ola, belo blog você tem. Parabéns, a sua maneira de escrever é muito interessante. Eu amo ler e escrever e no momento estou escrevendo um blog-book (escrevendo e publicando simultaneamente). Te convido a dar uma passadinha por lá, está bem no início, o quarto capítulo sai amanha 15/06/11. O nome do blog-book é “Illegitimate” e você pode seguir esse meu fantasioso romance pelo POET (Pages Of Erased Text) http://pagesoferasedtext.blogspot.com/
Novamente, parabéns pelo blog. É ótimo.

[Responder]

Comentou pela primeira vez, seja bem-vindo!