entrevistas category image
Bate Papo Com Christian David
Thursday 31/03/2011 às 09:00 1478 Views Arquivado em: Entrevistas

Olá pessoal! O nosso Bate Papo dessa semana é com o autor Christian David. Aqui no Bookaholic, um de seus livros: O Rei e o Camaleão já foi resenhado. Nessa entrevista, Christian fala sobre o livro, sobre suas inspirações e seu contato com a literatura, além de seus projetos futuros. Vamos conferir as respostas desse Bate Papo?

01) Como foi seu primeiro contato com a literatura? Qual foi o primeiro livro que leu e gostou?

Comecei a ler através das histórias em quadrinhos e os primeiros livros que posso dizer que realmente me fascinaram foram os de ficção científica, muita coleção Argonautas e Isaac Asimov.

02) Quais são os autores que te inspiram? O que no trabalho deles lhe chama atenção?

Acho que todas as histórias que li e assisti até hoje acabaram me influenciando. Acredito que minha narrativa tem muito do que havia na tv nos anos 80 e das minhas primeiras leituras de literatura fantástica.

03) Além dos livros, quais outros meios culturais você aprecia?

Tanto para produzir como para apreciar me dedico principalmente para a literatura, mas curto também cinema, séries de tv, música, e artes plásticas.

04) Nem todas as pessoas gostam de ler livros ou da cultura em geral. Quais na sua opinião, são as diferenças entre as pessoas que fazem da cultura parte de suas vidas e das pessoas que não se envolvem com esse tipo de atividade?

Quem se envolve com cultura acaba conhecendo-se melhor e, por consequência, conhecendo melhor os outros. Acredito em uma vida mais saudável para quem tem esse tipo de envolvimento.

05) Muitos jovens não apreciam aulas de literatura no colégio. Qual sua opinião sobre isso e o que pode estar causando essa situação? Alguma sugestão para que as aulas se tornem mais atrativas para os alunos que estão começando a conhecer a literatura?

Já andei meditando sobre isso e até escrevi um artigo para a Revista Fantástica a esse respeito. Todo livro pode ser uma descoberta se existe um mediador competente e comprometido. Isso vale para os dois lados, as escolas poderiam adotar livros que fossem mais interessantes para os alunos e deixar o academicismo um pouco de lado, e também os alunos poderiam se interessar mais pelo mesmos livros utilizados agora se os mediadores (professores contadores de história, etc.) fossem realmente apaixonados pela leitura. E isso precisa acontecer desde cedo, as crianças precisam ser ensinadas a saber apreciar um bom livro, isso nem sempre acontece naturalmente, o prazer estético precisa, às vezes, ser ensinado.

06) Você foi fundador da Confraria Reinações: Confraria da Leitura de Textos Infantis e Juvenis. Conte-nos o que é, quem participa, para qual finalidade foi feita e como entrar em contato.

A Confraria Reinações surgiu do desejo de alguns amigos, leitores e escritores, de movimentar a literatura infantil e juvenil aqui em nossa cidade. Percebemos o pouco espaço que essa literatura recebia na mídia e nas mesas de debate e resolvemos fazer alguma coisa. Mês que vem serão 48 encontros mensais ininterruptos (aniversário de 4 anos), nos encontros debatemos sempre algum livro de literatura infantil ou juvenil. Os encontros são abertos e qualquer pessoa pode participar. Pretendemos resaltar a importância e o caráter artístico da literatura feita para crianças e adolescentes. Grupos de outras duas cidades, além de Porto Alegre, já fundaram suas confrarias, Caxias do Sul e Rio de Janeiro. Nosso blog é confrariareinacoes.blogspot.com

07) Achei muito interessante você tratar no livro O Rei e o Camaleão duas histórias tão distintas: O Monge Rei – passada na idade média (ou próxima à ela) e O Camaleão – uma ficção espacial.  Você planejou antecipamente unir duas histórias tão distintas no mesmo livro ou foi por acaso que isso aconteceu?

Na verdade, não planejei. Fui contemplado com a verba da prefeitura para bancar o livro e coloquei as duas histórias que tinha já finalizadas. O que as histórias tinham em comum, o que na verdade foi minha intenção, foi escrever histórias que pudessem ser atraentes para um público ainda não acostumado a ler, histórias que pudessem ser uma ponte entre o não-leitor e a literatura.

08) No livro O Rei e o Camaleão, há duas histórias que acontecem em tempos bem diferentes. Ao escrever você costuma variar entre épocas tão distintas sempre? Quais temas você se sente mais inspirado para escrever e por que?

Ainda não cheguei a uma conclusão a esse respeito, gosto de escrever sobre tudo. Geralmente histórias com muita ação e toques fantásticos.

09) Quais são seus projetos atuais e futuros? Algum livro à caminho?

Tenho um livro chamado “O Centauro Guardião” que ainda está a cata de editora, mas em abril ou maio sai “Estranho Oeste – Sagas Vol. 2″ pela Argonautas Editora, em parceria com mais quatro autores. Acabei de organizar uma antologia on-line gratuíta (que também possui um conto meu) “O Mal Bate À Sua Porta” que já está disponível em http://migre.me/48FkF . Participo ainda do “Histórias Fantásticas Vol. 3″, com organização da Georgette Silen, e ano que vem a Editora Paulinas publicará três livros meus para o público infantil.

10) Para finalizar, qual seu recado aos amantes da literatura?

Convido todos a lerem meus livros e a continuarem dando uma chance para os autores brasileiros. Grande abraço!




Sobre o autor do post:

Olá, meu nome é Fernanda, moro no RS, tenho 30 anos e sou bacharel em Sistemas de Informação. Além da tecnologia outras paixões fazem parte de minha vida: filmes, livros, músicas, fotografia. Sempre amei ler e procuro sempre estar lendo algum livro. Escrever é uma de minhas manias, além de escutar música e fotografar (de forma amadora) objetos e paisagens quando sobra tempo livre. Aqui no Bookaholic sou responsável pela seção “Bate Papo Com…”, conto com vocês para prestigiar a coluna!
E-mail: rl.nanda@yahoo.com.br



Posts Relacionados







:38 :37 :36 :35 :34 :33 :32 :31 :30 :29 :28 :27 :26 :25 :24 :23 :22 :21 :20 :19 :18 :17 :16 :15 :14 :13 :12 :11 :10 :09 :08 :07 :06 :05 :04 :03 :02 :01


7 Comentários em “Bate Papo Com Christian David”


#1 Jeferson Adoryan 31-03-2011 - 11:00 -
Google Chrome 10.0.648.151 Windows 7

Olá
Passei aqui para contemplar o trabalho da minha amiga Fernanda.
Fiquei impressionado, muito boa tua coluna e texto. Parabéns
beijos

[Responder]

Comentou pela primeira vez, seja bem-vindo!

#2 Filipe Machado 31-03-2011 - 13:06 -
Mozilla Firefox 4.0 Windows XP

Hum, interessante…
Gostei desse cara, e o livro dele parece ser legal.
Dei uma olhadinha no blog dessa confraria, e os eventos até que são bem legais :D
Sorte com o livro, cara. Ótimas perguntas, Fernanda ^^

[Responder]

Filipe Machado responde:

Mozilla Firefox 4.0 Windows XP

Olha minha foto tem “bookaholic”. Que massa! :23

[Responder]

Já comentou 276 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#3 Sheylla 31-03-2011 - 15:44 -
Mozilla Firefox 3.6.16 Windows XP

Otima entrevista!

Tenha muita vontade de ler o livro dele. Dizem ser muuuito bom!! Ja ta na minha listinha de desejados!

Beeijos

[Responder]

Já comentou 114 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#4 Lis 31-03-2011 - 15:52 -
Google Chrome 10.0.648.204 Windows 7

Ótima entrevista Fernanda :02
O autor parece bem simpático, já li várias resenhas do livro O Rei e o Camaleão, mas ainda não li o livro. Não sabia da verba da prefeitura para o livro, interessante, pena que nem todas cidades fazem isso (não que eu saiba)

Beijo

[Responder]

Já comentou 228 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#5 Óticas 01-04-2011 - 14:38 -
Google Chrome 10.0.648.204 Windows 7

ótimo posto! Adoro seu blog, está de parabens!

[Responder]

Já comentou 104 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#6 Lidiane Andrade 01-04-2011 - 17:10 -
Internet Explorer 8.0 Windows XP

Eu já li o livro “O rei e o camaleão” do Cristian, mesmo sendo muito fino e uma leitura muito rapida eu gostei bastante.

[Responder]

Já comentou 95 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!