entrevistas category image
Bate Papo com Enderson Rafael
Monday 20/12/2010 às 07:59 1232 Views Arquivado em: Entrevistas

Um de meus autores favoritos, um amigo querido e uma daquelas pessoas que nos deixam ‘wordless’ na apresentação, esse é Enderson Rafael, autor de “Todas as Estrelas do Céu“, “Propaganda & Marketing – Para Vestibulandos, Calouros, Curiosos e Simpatizantes” e do maravilhoso “Três Céus“. Não acreditei quando olhei no arquivos de entrevista do blog e percebi que ele ainda não havia participado do nosso Bate Papo. Senhoras e senhores, sem mais divagações, deixo vocês na companhia de um amigo muito querido, o comissário de voo, publicitário e escritor, Enderson Rafael, ou simplesmente, o Ende :16

1) “Propaganda & Marketing – Para Vestibulandos, Calouros, Curiosos e Simpatizantes”, “Todas as Estrelas do Céu”, “Três Céus”, “Alba” … É possível escolher um favorito ou cada um é especial de alguma forma?

O “Propaganda e Marketing” é especial pois foi o primeiro a ser publicado, todos que lêem gostam muito – na verdade, é o mais bem avaliado dos meus livros – e seu estilo, tipo conversa com o leitor, me agrada muito. Gosto muito de escrever não-ficção, e ele cumpre bem o papel. O “Todas” é o queridinho, foi o primeiro livro que escrevi na vida, e ficou lindo publicado, e foi ele que me apresentou a todos vocês. E como primeiro romance publicado, terá sempre um lugar especial no meu coração. “Três Céus” tem agradado muito as poucas pessoas que o leram – não chegam a dez – e tem alguns detalhes para serem aperfeiçoados, contou com a revisão técnica de um piloto amigo meu, o Danilo, que o deixou ainda mais ralista do que já estava. Acho que é uma ode aos meus anos como comissário, às minhas quase 4mil horas de voo, e principalmente, aos meus colegas de aviação, gente da melhor qualidade que abre mão de muitas coisas para levar com segurança milhões de passageiros todos os dias, a qualquer hora do dia. Eu mesmo, vou decolar hoje (16/dez) à 1h40 da manhã e só paro nove horas e 6mil km depois. “Alba” está na começo, está tomando forma, e sua singularidade maior está no fato de estar sendo escrito em 1a pessoa. Um desafio delicioso e cheio de possibilidades. Mas para um autor, o livro mais especial é sempre o que ele ainda não escreveu. O futuro nos move, e o passado nos sustenta.

2) Além de escritor você também é comissário de voo e é publicitario por formação. Você acha que de que forma essas outras profissões acabam influenciando sua escrita? Algum de seus personagens foram inspirados em alguem que você conheça?

Com certeza. A formação e minha experiência como redator publicitário me deram uma base sólida na técnica que um autor necessita ter, e a profissão de comissário me permitiu conhecer uma variedade inimaginável de cenários, pelo menos para a maioria das pessoas. Nunca pensei que um dia eu conheceria quase uma centena de cidades diferentes em mais de uma dezena de países. Isso é uma fonte de inspiração tão rica quanto as pessoas maravilhosas que conheci e que sim, inspiraram muitos dos meus personagens. Não é incomum inclusive eu homenagear alguns usando seus nomes reais!

3) Três autores nacionais e três autores estrangeiros que você recomenda. Que livro e autor você acha que todos deveriam ler pelo menos uma vez na vida?

Nacionais, todos os Novas Letras, pelo talento e pela simpatia (só aí já seriam 7), mas os três que mais gosto fora o NL: Paula Pimenta, Leandro Narloch e Amyr Klink. Dos estrangeiros, fico com John Green, Carl Sagan e Saramago. Um livro imperdível, na formação de caráter e educação científica avassaladora, “Bilhões e Bilhões”, escrito pelo astrônomo Carl Sagan enquanto enfrentava o câncer que os tirou de nós em dezembro de 1996. Depois de meu pai, foi o maior professor que tive.

4) O “Todas” foi escrito quando você tinha 18 anos. Você acha que de alguma forma o livro amadureceu junto com você até chegar na forma que conhecemos hoje ou você preservou a forma original da época que ele foi escrito por ser parte da “essência” dele digamos assim?

Havia coisas que tivemos que aperfeiçoar, claro, mas são detalhes mínimos, menos de 0,5% da obra, eu diria. O livro está muito próximo ao que foi escrito em 1999, e o deixamos assim porque seria impossível ele conversar com o público mais jovem com tanta naturalidade e honestidade se o “atualizássemos”. Hoje escrevo melhor que dez anos atrás, de maneira mais complexa e refinada, mas isso fica pros meus próximos livros, “Três Céus” entre eles. Estamos tentando sempre escrever o próximo livro melhor que o anterior.

5) Você se tornou conhecido principalmente pelo seu romance Todas as Estrelas do Céu, tem mais um engatilhado (Três Céus) e outro em fase de produção rss (Alba). Há quem diga que você é praticamente o “Nicholas Sparks brasileiro” rss… Você se imagina escrevendo outro gênero como fantasia ou infanto-juvenil por exemplo?

Antes de mais nada, a comparação com o “blockbuster” Nicholas Sparks foi uma honra, dizem que meu estilo lembra o dele – embora eu mesmo nunca tenha lido um livro do autor. De qualquer forma, espero um dia alcançar uma parte de seu êxito em conquistar tantos leitores. Mas para isso, nós como autores devemos nos mater fiéis ao nosso público e estilo. Nunca digo nunca, mas é bem pouco provável que eu escreva fantasia. Admiro quem o faz, mas não sei fazer. Infato-juvenil, não sei, quem sabe depois de ter um filho você tenha insights que não tinha antes, mas por enquanto acho distante. Minha ideia é amadurecer com meu público em meus romances, embora eu tenha ideias boas e até um outro ensaio de não-ficção pronto. Mas o mercado, os editores, os agentes, e principalmente o público nos guiam, nesta descoberta contínua de nós mesmos.

6) Você tem alguma influencia na hora de escrever, sejam elas outros livros, filmes ou até mesmo músicas? Na sua opinião, o que faz um bom livro: uma idéia incrível ou a habilidade do autor em transformar uma tema qualquer em uma história atraente aos olhos do leitor?

Tudo à nossa volta nos influencia, de uma maneira ou de outra. Tenho algumas, veladas e quase inconscientes. Mas sobre a ótima segunda pergunta, acredito que forma e conteúdo devem se casar num livro, mas quando ambos acontecem, aí é que as coisas começam a acontecer. Acredito em ganchos fortes, meus dois primeiros romances e meu terceiro e próximo contam todos histórias incomuns, são livros sem similares no mercado, como disse recentemente no twitter, “crio melhor do que copio”. Acho que devemos buscar um diferencial, não quero fazer mais do mesmo, quero fazer a diferença.

7) A internet se tornou uma ferramenta poderosa e muito útil seja para divulgação, seja para contato com os leitores; os blogs literários, o skoob, o twitter se tornaram parte da rotina de qualquer escritor que queria tornar seu trabalho mais conhecido. Como autor, como você vê essas ferramentas e como você acha que elas interferem no seu trabalho? A influencia é apenas positiva ou pode ser negativa também?

Quando a gente se expões, se arrisca a tudo. Mas conforme você ganha experiência, aprende a tirar o bom de todo o feedback que você recebe nas mídias sociais e no restante da web. Acho que no meu caso, a internet foi decisiva, e eu arriscaria dizer até que neste campo de batalha, meu primeiro romance vai muito melhor que outros livros mais conhecidos do grande público. A grande sacada é fazer internet e grande mídia se retroalimentarem. Neste momento, teremos conseguido atingir o grande público de leitores do Brasil, que lê por impulso, compra nas livrarias físicas, e ainda não percebe o que na blogsfera literária já é uma realidade: a literatura nacional está reagindo com força e talento, e nosso mercado tem muito pra crescer e não só importar conhecimento, mas exportar também.

8) Que tipo de dica ou conselho você daria para os que sonham em um dia ver se livro publicado?

Trabalho, trabalho duro. Escrever é a parte fácil. Só publique independentemente – ou seja, contratando uma editora para publicar seu livro – depois de pensar muito no assunto, se planejar, e descobrir uma maneira segura de escoar sua produção. Não acredito muito nesta maneira de publicar-se, mas há histórias de sucesso (André Vianco, Babi Dewet e Eduardo Spohr inclusive) que começaram assim, então, há sim honrosas exceções. Mas sobretudo, procure editoras tradicionais, que bancarão a sua ideia, e que acreditem na literatura brasileira. Não é fácil, mas é muito recompensador. O que falta ao brasileiro em geral é competência e profissionalismo, e o autor que souber ser assim, tem grandes chances de ser bem visto pelo mercado, carente destas qualidades. Pesquise, leia, faça uma apresentação séria e profissional do seu original. Há grandes chances de você se sair muito bem.

9) Você se considera um “Bookaholic”? Prefere ler ou escrever? Qual foi o ultimo livro que você leu e o último que comprou?

Recentemente Nicholas Sparks disse que lê 125 livros por ano. Bom, não é novidade que ele vive disso e pode se dar ao luxo. Nós que temos um trabalho normal e no restante do tempo ainda corremos atrás de nossa carreira literária, temos bastante dificuldades neste quesito. Eu leio o máximo que posso, o que dá cerca de 10 livros por ano. É bem pouco, mas como eu disse, se eu pudesse me dedicar completamente à literatura, não só escreveria muito mais do que a média de um livro a cada dois anos que tenho mantido, mas leria muito mais também. Estou terminando de ler “An Abundance of Katherines”, de John Green, autor que me conquistou em “Looking for Alaska” (um já foi e outro será resenhado no Skoob) e comprei dois livros, “Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil”, de Leandro Narloch e Fazendo Meu Filme 3″, de Paula Pimenta. Os dois são geniais no que fazem.

10) Sobre sua carreira como escritor, quais as ambições para o proximo ano, para daqui a 5 anos e para daqui a 10 anos.

É difícil traduzir meus desejos e minhas expectativas em tempos tão exatos, mas pra 2011 quero publicar “Três Céus”, continuar divulgando o “Todas” e terminar “Alba”. Tenho mais ideias pra depois, mas precisam ser amadurecidas, como uma possível série. Daqui a 5 ou 10 anos, o desejo é o mesmo: o de que cada vez mais gente leia meus livros e que eu possa estar à altura do carinho que vocês me dão, escrevendo mais e melhor, e sempre trocando ideias com vocês. Escrever é algo que farei pro resto da vida, muito provavelmente. Não pretendo me aposentar,

11) Muito obrigada pela participação Ende! Gostaria de deixar uma mensagem final aos leitores do Bookaholic?

Primeiramente, Pris, sua entrevista foi deliciosa, só pergunta bacana. Estou honrado. Obrigado a você e aos seus leitores por sempre me apoiarem, saibam que a vida de escritor no Brasil é difícil, e são vocês que nos impulsionam, é pra vocês que escrevo, e meu objetivo enquanto pessoa e autor, é não decepcioná-los nunca. Muitíssimo obrigado por tudo, e claro, Feliz Natal para vocês, repletos de livros, e um feliz 2011. Que o Brasil encontre seu caminho numa educação melhor para nós e para nossos filhos. A educação é o caminho. Para um mercado editorial maduro, mas principalmente para um país civilizado. A 5a economia do mundo não pode se render ao descaso e à incompetência, como têm feito nos últimos 500 anos.




Sobre o autor do post:

Meu nome é Priscila, mas por favor me chame de Pri, não sou uma pessoa de muitas formalidades... Sou designer e social media por formação mas larguei tudo e abri um pet shop porque sou dessas que não tem medo de largar tudo e começar de novo quantas vezes for preciso se isso me fizer feliz. Ler é um dos meus passatempos favoritos, por isso criei o Bookaholic para compartilhar com vocês um pouco do que leio e sobre o universo literário!
E-mail: priscilabraga@gmail.com



Posts Relacionados







:38 :37 :36 :35 :34 :33 :32 :31 :30 :29 :28 :27 :26 :25 :24 :23 :22 :21 :20 :19 :18 :17 :16 :15 :14 :13 :12 :11 :10 :09 :08 :07 :06 :05 :04 :03 :02 :01


20 Comentários em “Bate Papo com Enderson Rafael”


#1 Tatiana Leite 20-12-2010 - 11:21 -
Google Chrome 8.0.552.224 Windows 7

Eu adorei essa entrevista com o Enderson! =D Só tinha pergunta boa!
Concordo totalmente com o que ele disse “O futuro nos move, e o passado nos sustenta”. É muito difícil acreditar em alguém que não é movido pelos seus sonhos. Eu, por exemplo, vivo sonhando e sou mais que agradecida pelo meu passado, que não só me deu lembranças que ficarão guardadas pro resto da vida, como me dão forças pra lutar pelo meu futuro. :04

Esse final de semana passei um tempão em uma livraria e fiquei observando os clientes: como as pessoas compram por impulso! Acham um livro bonito? Compram! E nem pesquisam o preço! Quer dizer, acho que essa coisa de pesquisar o preço já virou um hábito pra mim, eu adoro fazer esse tipo de pesquisa. Eu fiquei realmente impressionada.

Acho legal o “Todas” ser preservado da maneira como foi escrito, com exceção de algumas revisões. Tem coisas ali que você vê que descrevem uma época diferente dessa (o Zipmail, por exemplo! Eu me lembro disso! Hoje é difícil achar) e deu ao romance uma cara de “Enderson mais novo”. Não sei como posso explicar isso, já que tem coisas que eu nem consigo explicar pra mim ( :13 ), mas a obra tem uma característica bem jovem, que acho que é própria idade do Enderson, Da época em que ele criou a história. Tudo bem, isso provavelmente não explicou nada. :37

O Nicholas Sparks lê 125 livros por ano?? :10 Realmente, é muita coisa! E você, Ende, tem que ler os livros dele! :02

Eu vou indicar Propaganda e Marketing pra uma amiga que, nesse sábado, descobri que está adorando fazer o curso! \o/

Amei a entrevista! Estou torcendo MUITO pra Três Céus ser publicado!
Beeijo! ;3

[Responder]

Já comentou 936 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#2 Ligia Paulino 20-12-2010 - 17:35 -
Mozilla Firefox 3.6.13 Windows XP

Olá Pri!!! está de parabéns pela entrevista!!! adorei foi delicioso acompanhar até o final! End. vc é uma pessoa muito gente boa sucesso para vc!! Nossa não Sabia que o Nicholas lia 125 livros por ano O.o, adorei poder conhecer um pouco mais sobre o end e suas obras!! um grande beijo!

[Responder]

Você já comentou 12 vezes.

#3 Thiago de Andrade 21-12-2010 - 03:52 -
Mozilla Firefox 2.0.0.14 Windows XP

Boa entrevista, perguntas bem formuladas e interessantes. E o Enderson parece ser muito simpático. Que ele tenha uma longa e bem sucedida carreira.

Eu fiquei espantado com o tanto de livros que o Sparks lê por ano. Mesmo ele vivendo de livro, o cara com certeza tem uma agenda bem cheia, e mesmo assim consegue ler 125 livros por ano O.O

[Responder]

Você já comentou 24 vezes.

#4 Anastácia 21-12-2010 - 08:51 -
Safari 6533.18.5 iOS 4.2

Adorei a entrevista! Adorei conhecer um pouco mais do Enderson, aliás, adoro saber mais sobre a vida dos autores. Já tinha escutado sobre “Todas…” e quando eu li a sinopse gostei muito. E os livros deles devem ser ainda mais interessantes, como ele disse, devido a vasta experiência que ele tem como comissário de bordo, publicitário e escritor, ou seja, pau para toda obre, hahaha.

Beijos ;*

[Responder]

Yule Karoline responde:

Internet Explorer 8.0 Windows XP

Anastácia, você já leu “Todas as Estrelas do Céu”??? eu quero muito ler, esta todo mundo da blogosfera falando dele.

[Responder]

Anastácia responde:

Safari 6533.18.5 iOS 4.2

Ainda não mas com certeza já está na minha big listinha, hahaha

[Responder]

Já comentou 60 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#5 Tais 21-12-2010 - 18:29 -
Mozilla Firefox 3.6.13 Windows 7

Adorei a entrevista.
Conheci o seu blog hoje e achei a coisa mais linda e fofa já estou seguindo e com certeza irei dar uma passada aqui sempre.

bjs
Tais
Leitora Fashion

[Responder]

Yule Karoline responde:

Internet Explorer 8.0 Windows XP

Tais você vai amar o blog, eu estou viciada nele, muito bom.

[Responder]

Você já comentou 2 vezes.

#6 Yule Karoline 21-12-2010 - 21:22 -
Internet Explorer 8.0 Windows XP

Adorei a entrevista, que me deixou ainda mais com vontade de conhecer os trabalhos do Enderson, já ouvi muitas pessoas falarem sobre “Todas as Estrelas do Céu” e agora com esta entrevista só veio confirma.
Bjs

[Responder]

Já comentou 62 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#7 Tamara 21-12-2010 - 22:27 -
Mozilla Firefox 3.6.13 Windows XP

Adorei a entrevista também! Mas 10 livros por ANO é bem pouco mesmo né? Mesmo não vivendo só disso (eu tbm não vivo), dá pra ler mais, não?

Bom, também depende do tipo de livros e tal..

Adorei seu blog xD

Abraços,

Tamara :28

[Responder]

Comentou pela primeira vez, seja bem-vindo!

#8 Natalia 22-12-2010 - 00:26 -
Mozilla Firefox 3.6.13 Windows 7

ADOREI essa entrevista, vcs melhoram a cada dia!!! adoro vcs

[Responder]

Você já comentou 6 vezes.

#9 laryssa 23-12-2010 - 00:24 -
Mozilla Firefox 3.6.11 Windows 7

wow, o jeito que ele escreve.. tao bom no que faz .o.
ele me fez refletir muito…
tipo, ele é tao diferente ao vivo, nem parece que estou escutando um autor e sim um amigo. mas na escrita.. ele parece um autor renomado… quer dizer, parece nao, é.
gostei muito da entrevista.
as perguntas foram na mosca o/

[Responder]

Já comentou 282 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#10 Karine Marinho 23-12-2010 - 09:30 -
Mozilla Firefox 3.6.13 Windows XP

Fiquei impressionada por não ter entrevista dele aqui :O Adorei as perguntas e as respostas.
Beijinhos, K.
Girl Spoiled

[Responder]

Você já comentou 40 vezes.

#11 Juh Oliveto 24-12-2010 - 00:10 -
Google Chrome 8.0.552.224 Windows Vista

Prii!
ADOREI a – enfim! – entrevista com o Enderson. As perguntas foram muito boas e gostei também das respostas!
Fechando o ano com chave de ouro, ein?! *____*

MUITO sucesso pro Enderson e pro blog, agora e em 2011! ;)

Beijocas!
Juh Oliveto
Livros & Bolinhos ~

[Responder]

Você já comentou 46 vezes.

#12 Bianca Prado 24-12-2010 - 17:22 -
Google Chrome 8.0.552.231 Mac OS X 10.5.8

Adorei sua entrevista com o Enderson. Li uma resenha do “Propaganda & Marketing” por aí, e me deixou ansiosa pra conhecer, já que faço o curso e adoro. Também fiquei curiosa pra ler “Todas as Estrelas do Céu“, vi muitos comentários positivos e já adicionei na minha lista do Skoob! =)
Beijos e sucesso pra ambos, Pri e Enderson!

[Responder]

Comentou pela primeira vez, seja bem-vindo!

#13 Lis 05-01-2011 - 10:56 -
Internet Explorer 8.0 Windows XP

Eu adorei a entrevista!!!
Ele é super fofo, e olha que nem conheço ele. Pri suas perguntas são muito bem elaboradas, parabéns!!

Beijo

[Responder]

Já comentou 228 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#14 @roquelaure_ 05-01-2011 - 16:28 -
Mozilla Firefox 3.6.13 Windows Vista

Confesso que foi esta entrevista que me fez ter vontade de ler Enderson Rafael. Todas as obras dele… Ao meu ver, ele tem uma postura que falta em muito escritor por aí. Parabéns!

[Responder]

Comentou pela primeira vez, seja bem-vindo!

#15 Juliana 17-01-2011 - 01:11 -
Internet Explorer 8.0 Windows Vista

Adorei a entrevista… Perguntas bem interessantes! Me deixou ainda com mais vontade de conhecer seus livros, espero poder compartilhar dessa leitura logo, logo!

[Responder]

Já comentou 95 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#16 This 17-01-2011 - 17:36 -
Mozilla Firefox 3.6.13 Windows XP

Amei a entrevista!!
O Ende é uma pessoa muito legal, né? Além de ter escrito um dos melhores romances que já li ^^

Espero ter meu “Três Céus” logo na estante, pra poder lê-lo e resenhar =)

Nossa, imagina conhecer dezenas, centenas de cidades *.*

Caramba, Sparks lê 125 livros por ano? Haja coração pra tudo isso o//

É um sonho meu também que o mercado editorial brasileiro seja mais receptivo aos nossos escritores, que têm talento de sobra e, muitas vezs, por puro preconceito deixam de trazer à tona histórias de valor pra nós.

Bom, 2010 é uma prova de que tudo isso pode ser diferente, foi o melhor ano para a nova literatura nacional =)

[Responder]

Já comentou 51 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#17 Caroline Vieira 10-02-2011 - 16:38 -
Internet Explorer 8.0 Windows 7

Nossa, “Nicholas Sparks Brasileiro”! Adorei!

[Responder]

Já comentou 104 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!