entrevistas category image
Bate-papo Com Rafella Vieira
Friday 18/01/2013 às 08:30 2359 Views Arquivado em: Entrevistas

Olá Bookaholics, tudo certo?

Quem nunca se apaixonou pela(o) sua(seu) melhor amiga(o)? Pois então, aquela dúvida entre correr atrás do nosso coração, ou deixar a amizade como está.
É nesse ambiente que a nossa entrevistada do dia Rafaella Vieira ambienta seu livro Sete Minutos no Paraíso (resenha). Além desse livro, Rafaella, que gosta de ser chamada de Rafa, ela lançou mais dois livros: “Depois Daquele Beijo” e “Skate na Pista do Amor”.

Então pessoal… preparados para a entrevista?

bpc-rafaella-vieira

1) Olá Rafaella, você é autora de três livros em que a temática é o amor na adolescência. Como você começou a se aventurar nesse tema? Você usa memórias de seus tempos de adolescente nesses livros?

Logo que comecei a escrever em 2007 a narrativa fluiu naturalmente para o amor juvenil, não é algo que eu pude escolher, mas isso me realizou desde o começo, foi quando senti que era o que queria fazer pelo resto da minha vida. Em nenhum dos meus livros eu usei coisas da minha adolescência, mas há uma história autobiográfica que quero publicar futuramente que contém vários fatos da minha vida quando eu era adolescente.

2) Há muitos comentários sobre o modo como você faz a sua narrativa, de forma divertida, rápida, como se estivesse contando para uma pessoa conhecida. Como você cria essas narrativas de forma a tornar a leitura tão gostosa?

Eu realmente não sei, eu apenas vou escrevendo e se aquilo me agrada a medida que eu vou relendo, aí eu sinto que a narrativa está bem. Por exemplo, é normal você reler a sua história muitas vezes até ficar pronta, e se em todas as vezes eu sinto aquela diversão e dou risadas é porque sei que está do jeito que eu quero.

3) Qual é a sensação de escrever e publicar um livro? Os leitores mandam críticas e sugestões para você?

A sensação de escrever é a melhor coisa e não sei como descrever, mas é como viver num mundo paralelo. Enquanto eu escrevo aquele livro eu sou aquele personagem e estou vivendo a história. É mágico, maravilhoso. Os leitores não me mandam muitas sugestões, mas este ano especificamente me mandaram 2 ideias que eu adorei: escrever Depois Daquele Beijo na versão da Caterine (uma leitora me pediu e eu imediatamente me inspirei e comecei a escrever, o livro está pronto já), e escrever o Sete Minutos no Paraíso na versão do Diego (foi a ideia de um leitor, e eu com certeza vou atender a esse pedido, pois eu já tinha pensado nisso).

4) No livro “Sete Minutos no Paraíso” Raquel descobre que está perdidamente apaixonada pelo seu melhor amigo Diego, e vai fazer de tudo para conquista-lo. Você acha que as mulheres pararam de ser o “sexo frágil” e agora vão a busca do que, e de quem querem?

Não necessariamente todas as mulheres são assim. Eu mesma nunca tomaria a iniciativa que a Raquel tomou, pelo menos não daquela maneira, porque sou muito tímida. Mas admiro o girl power e acho que temos que ter uma certa atitude em vez de ficarmos apenas aguardando que o príncipe encantado apareça para nos salvar. O melhor e que me deixou surpresa quanto ao livro foi a quantidade de recados que eu recebo dos meninos. MENINOS! Sempre achei que só ia conquistar um público de garotos após a publicação do Skate na Pista do Amor, mas não. Eles amaram o Sete Minutos no Paraíso, se identificaram com a história e muitos falam o quanto são parecidos com o Diego e como é legal eu ter criado uma garota protagonista que não é aquela bobinha e frescurenta e sim uma menina que tem atitude. É muito lindo ouvir os meninos achando isso e gostando do meu livro. É uma sensação única.

5) Seu livro “Depois Daquele Beijo” aborda um tema bastante complicado que são os relacionamentos homossexuais. Você recebeu muitas críticas ou elogios por parte dos leitores? Ainda é tabu no Brasil livros com essa temática?

Os leitores são uns amores, sério, são umas fofuras. Eles têm me dado apenas elogios. Sim, não dá para mentir que no Brasil há o tabu. A dificuldade quanto a este livro é que o meu público é adolescente eles geralmente não têm preconceito (a maioria), mas já os pais deles não vão achar fofo eles lendo um livro cuja capa é a foto de duas garotas quase se beijando. Acho que o preconceito vem mais das pessoas mais velhas.

6) Qual personagem dos seus livros foi o mais fácil para ser criado? E qual o mais difícil? E com qual deles você mais se identifica?

Acho que a personagem mais fácil foi a Caterine de Depois Daquele Beijo porque eu me inspirei na Kristen Stewart e por eu ser totalmente fã dela, foi fácil criar uma personagem que eu imagino como ela. O mais difícil até agora eu não sei dizer, na verdade não vejo muita dificuldade em criar os personagens, a parte difícil é a inspiração para a história, mas quando ela chega tudo vai se encaminhando e se completa. É difícil dizer com qual eu me identifico mais porque cada um deles tem algo de mim, ou muito. Enfim, eu me identifico muito com o Diego de Sete Minutos no Paraíso, com a Michelle e a Tia Jaque de Depois Daquele Beijo.

7) Como é o processo de divulgação de seus livros? Você acha que os autores brasileiros deveriam ter mais incentivos para publicar e divulgar seus livros?

Meus livros foram bem divulgados. O primeiro por ser um tema bem “tabu” como alguns dizem, teve muita atenção da mídia e dos blogs e ficou nos holofotes por um bom tempo. O segundo por ter sido lançado por uma das melhores editoras do país, teve seu espaço na mídia. Eu acho apenas que a mídia brasileira só divulga livros que já estão fazendo sucesso ou literatura estrangeira, esse é o problema. Eles não abrem espaço para os iniciantes, esse espaço tem que ser conquistado a cada dia e aos poucos. Na verdade mesmo eu acredito que a maior divulgação ainda é a do boca a boca de um leitor indicando a outro.

8) Você tem algum autor favorito, alguém em que você se espelhe e admire e de alguma forma procure seguir seus passos?

Eu amo a Meg Cabot, Alyson Noel e Cecily Von Ziegesar. Mas eu tenho algo especial com relação à Cecily e acho que por termos o sarcasmo na hora de narrar a história como um elemento próprio faz com que sejamos comparadas de certa forma por alguns leitores. Eu fico lisonjeada porque ela é uma diva e eu não acredito que posso ser comparada a ela, mas espero ter uma trajetória semelhante de sucesso se Deus quiser.

9) Há algum novo projeto sendo desenvolvido? Seus leitores podem esperar por novas aventuras?

O Skate na Pista do Amor, é um romance infanto-juvenil que será lançado este ano pela Gutenberg. E eu tenho muitos livros escritos que espero poder publicar em breve, tudo depende da repercussão desses que estão sendo vendidos e assim por diante. Adiantando pros meus leitores: sim, eu quero escrever a versão do Diego de Sete minutos no Paraíso, e sim, eu tenho uma série pronta de Depois Daquele Beijo (2 continuações). Então, espero apenas a oportunidade de lançar estes e muitos outros projetos.

10) Agradecemos pela entrevista e deixe sua mensagem final aos leitores do blog Bookaholic.

Foi um prazer dar essa entrevista e falar um pouco de mim. Espero que leiam meus livros e gostem. LER É VIDA <3 Um beijo grande pra vocês.




Sobre o autor do post:

Sou o Gustavo, um nerd assumido! Tenho 24 anos, formado em Sistemas de Informação, moro em Urussanga - SC, Capital do Bom Vinho e da Cultura Italiana. Quem me conhece sabe que eu estou sempre com um livro na mão, e já pensando o que vou ler na sequência. Curto muitas séries, baseadas ou não em livros, e também sou fissurado em filmes adaptados de livros... And may the odds be ever in your favor!
E-mail: gustavo.ronconis@gmail.com



Posts Relacionados







:38 :37 :36 :35 :34 :33 :32 :31 :30 :29 :28 :27 :26 :25 :24 :23 :22 :21 :20 :19 :18 :17 :16 :15 :14 :13 :12 :11 :10 :09 :08 :07 :06 :05 :04 :03 :02 :01


3 Comentários em “Bate-papo Com Rafella Vieira”


#1 Fábson Gabriel 18-01-2013 - 19:25 -
Mozilla Firefox 18.0 Windows XP

Rafaela é uma pessoa muito legal! Eu li Sete Minutos no Paraíso e é um livro divertido!

:)

[Responder]

gustavo responde:

Google Chrome 24.0.1312.52 Windows 7

Olá Fábson,
Eu ainda não li todos os livros dela, mas o contato que eu fiz com ela para a entrevista no site foi muito bom.

Continue curtindo o blog. :D

[Responder]

Comentou pela primeira vez, seja bem-vindo!

#2 Júlia 05-02-2013 - 01:34 -
Android Browser Android 2.3.6

Tenho li todos os dois livros e adoro muito eles! Não canso de reler Sete minutos no paraíso. Adoro a Rafa Vieira! :)

[Responder]

Comentou pela primeira vez, seja bem-vindo!