eu-e-os-livros category image
Eu e os Livros: Fernanda Rocha
Friday 25/01/2013 às 08:30 3927 Views Arquivado em: Eu e os Livros

Olá queridos(as) leitores(as)!

Tudo certo com vocês? Comigo tá tudo bem também :D
Esse ano comecei com o pé direito, super empolgado, com novos planos, projetos e muita coisa boa acontecendo :27 .
Além disso, aqui no escritório onde eu trabalho estou criando diversos bookaholics hehehe, bolei até uma meta de leitura com a minha colega Grasiela, pra ajudar ela a terminar de ler Água para Elefantes (quem terminar primeiro ganha um livro). Nesse meio tempo fiz minha meta de leitura: vou ler pelo menos 5 livros por mês.
Janeiro já temos: Cinquenta Tons Mais Escuros, Cinquenta Tons de Liberdade (sim, eu li a trilogia kkk), A Ascensão dos Nove, O Amor nos Tempos do Blog e estou lendo Água para Elefantes, Sangue Quente e o primeiro livro da Trilogia Dragões de Éter. Acho que esse mês eu consigo cumprir minha meta. No decorrer do ano eu vou postando o andamento :D

Mudando de assunto… hoje nossa entrevistada é a Fernanda Rocha que já foi colunista no Bookaholic, mas agora tem seu próprio blog.
Curtam aí :D

fernanda-rochaFernanda Rocha é gaúcha e mora nos pampas de verões muito quentes e de invernos deliciosamente congelantes. É bacharel em Sistemas de Informação (\o/) e apaixonada pelas áreas de comunicação (especificamente jornalismo) e jurídica (que mistura hein, hehe). Atualmente divide seu tempo entre o curso de inglês e seu blog. Seus hobbies são: ler livros (sempre com um em andamento), fotografar, navegar na internet, ver suas séries favoritas na tv e estar sempre com seus amigos. Além disso, ela ama viajar sempre que pode, e tem muita vontade de conhecer outros países e pessoas do mundo todo.
Blog: Trilhas Culturais | Twitter: @twnandarocha | @trilha_cultural | Skoob

eeol-fernanda-rocha

[A Breve Segunda Vida de Bree Tanner] Stephenie Meyer mostra nesse livro, a história dos vampiros da série Crepúsculo pela visão de Bree, uma vampira recém-transformada. Apesar sabermos como o livro vai acabar, você também ficou com vontade de saber mais sobre a vida dos outros personagens da série?

Como fã da saga Crepúsculo e tendo os livros na lista de favoritos, com certeza fiquei com vontade de conhecer mais sobre personagens específicos. Exemplo: membros da família Volturi. Sim, eles são o que podemos considerar a família real dos vampiros, mas onde surgiu ela? Como é o tratamento entre eles?O que pensam? Como surgiu essa família real? Etc. Entre tantos outros, gostaria de conhecer o lado Volturi da saga.

[O Senhor dos Anéis] Uma história épica, ambientada em um mundo cheio de histórias, povos, magias e línguas complexas, tudo fruto da imaginação de um único homem. O que mais te chama a atenção nos livros de Tolkien?

O que mais me chama atenção é o nível de detalhamento deles. Os livros de Tolkien não trazem apenas uma história fictícia, mas também trazem uma linguagem nova (falada e escrita), raças diferentes tanto de homens quanto de animais, lugares diferentes e com particularidades bem próprias, enfim, os livros de Tolkien quase fazem a gente acreditar que aquele mundo relatado no livro realmente existiu, que aquela história contada por ele é apenas uma passagem da história que ele presenciou. Esse sentimento de “quase verdade” é algo que me fascina nos livros de Tolkien e que eu ainda não presenciei em livros de mais nenhum autor (aliás quem conhecer outro autor assim não deixe de me avisar, hehe).

[Branca de Neve e o Caçador] Quando lembramos de Branca de Neve, vêm a nossa memória aquela princesa indefesa, que foge das maldades da sua madrasta má e se refugia na casa de simpáticos anões. Porém esse livro mostra uma princesa destemida, que luta contra a temida rainha. Você acha que as releituras de clássicos infantis mostram que mesmo personagens que considerávamos puros e inocentes podem se tornar grandes guerreiros?

Com certeza que sim. Acredito que essas releituras de clássicos é uma forma de mostrar que todos podemos “trabalhar” com os problemas que possuímos e do jeito que a época que vivemos se adequada melhor. Por exemplo: anos atrás seria algo terrível a Branca de Neve lutar ao lado de tantos homens e ainda mais comandá-los, afinal isso era inadequado em outras épocas, por isso os finais mais românticos, mais singelos. Atualmente as mulheres lutam tanto quanto os homens e por isso essa releitura caiu tão bem. Porém ambas tem algo em comum: os finais que mostram que sim, podemos ser felizes. Talvez no futuro tenhamos outros valores e essa história se adapte novamente, mas com certeza o final passará mensagem semelhante das outras releituras. Acredito muito que tomos nós somos grandes guerreiros e que cada um pode enfrentar as dificuldades com seu toque especial, com sua personalidade particular. Inocência, força, pureza, bravura se misturam e cada uma se sobressai mais conforme a situação envolvida, precisamos apenas descobrir essas e outras características dentro de si.

[Garotas de Vidro] Esse livro aborda um tema bastante polêmico, a busca incessante pela magreza. Você acha que a sociedade influencia na busca exagerada pela beleza, fazendo com que pessoas passem por esse tipo de situação?

Infelizmente sim. Algumas empresas ou pessoas até podem passar ser querer essa imagem de “todos precisam ser magras (os)”, mas muitas empresas e pessoas também fazem com muitas segundas intenções (normalmente financeiras). O tema no livro foi bem abordado pois não mascara o problema, no livro é relatado a quase loucura (ou loucura assumida pela visão de muitos leitores) das personagens envolvidas, afinal não é “só” uma questão de saltar literalmente os ossos na pele, mas também é questão de saúde e de psicológico. Vejo em muitas matérias sobre o tema, que os médicos alertam para o risco de ser gordo, ter gordura localizada e tal, e eu já compreendi que gordura em excesso é prejudicial a saúde também, assim como a magreza em excesso. Porém o problema principal é que a sociedade não foca o equilíbrio, a mídia mostra os excessos, os extremos e nunca a situação ideal. Para nós que temos essa consciência é fácil saber qual lado é o certo mas nem todos possuem essa certeza, precisamos pensar que muitas pessoas são altamente influenciáveis e que principalmente a mídia precisa usar seus meios para mostrar o melhor caminho e não o mais vantajoso para as empresas que mais injetam dinheiro nelas. Mas num mundo altamente capitalista é complicado essa mudança, está nas mãos então da sociedade, das pessoas esse equilíbrio de mostrar o que é o mais aconselhável.

[O Morro dos Ventos Uivantes] Um amor que supera a perda, que atravessa gerações, esse é o amor entre Heathcliff e Catherine. Um amor tão verdadeiro e forte como esse pode superar qualquer crueldade do destino?

Pode sim até superar qualquer crueldade, isso se ele realmente for forte. O que eu não acredito é que supere sem marcas, sem pensamentos que às vezes virão a tona, sem reflexões sobre tudo o que aconteceu, afinal somos humanos e não máquinas, temos sentimentos e não creio que haja alguma pessoa desprovida de qualquer sentimento. Pode haver pessoas que tenham um dom assustador de esconder o que sentem, mas deixar de sentir… não. Um amor verdadeiro pode sim superar dificuldades gigantescas e no final desfrutar apenas de sorrisos e muita felicidade, mas dentro de cada uma das pessoas sempre haverá as reflexões de cada obstáculo ultrapassado, de cada dúvida criada. Mesmo que essas nuvenzinhas de pensamentos feitos a partir de momentos marcantes apareçam raramente, elas uma vez criadas, nunca sumirão do fundo da mente.

[O Cortiço] Aluízio Azevedo conta nesse livro a história de um cortiço carioca, trazendo personagens que reconhecemos em pessoas e principalmente em nossos vizinhos. Porém apesar dessa história clássica, muitos leitores ainda são “obrigados” a lerem literatura brasileira. Você acha que falta incentivo, ou mesmo falta de apoio das escolas para ensinarem os alunos a gostarem de leitura?

Para mim as escolas primeiro tem que ensinar os alunos a gostarem de ler. Muitos de nós se tornaram apaixonados por livros, porque na maioria dos casos, leu um livro, ou uma saga completa ou uma trilogia completa pela(o) qual se apaixonou e depois dessa leitura prazerosa sim, buscou ler mais e mais.
Na escola muitos alunos entram sem ter nunca lido um livro completo, sem ter conhecido uma história que cativasse sua mente e aí, de repente, os professores colocam um clássico na frente deles onde eles tem que ler na obrigação mesmo e nesse caso, como desenvolver cidadãos mais interessados por livros se obrigam os alunos a lerem histórias que não vão gostar? Isso provoca trauma na certa! As escolas precisam desde cedo desenvolver a leitura oferecendo uma variedade de livros com histórias simples e variadas onde cada aluno irá procurar ler o tema que mais lhe interessar e aos poucos sim, ir mostrando que existem livros chamados clássicos e explicar o porque deles serem tão valorizados nas provas de vestibulares. Fazer o aluno enfrentar um livro que vai detestar é querer fazer dele um apavorado com a leitura, porém mostrar primeiramente ao aluno que a leitura é boa sim e depois mostrar que existem livros que talvez ele não vai gostar muito mas que são valorizados pelo ambiente educacional com certeza vai resultar em novos cidadãos mais apaixonados pela leitura.




Sobre o autor do post:

Sou o Gustavo, um nerd assumido! Tenho 24 anos, formado em Sistemas de Informação, moro em Urussanga - SC, Capital do Bom Vinho e da Cultura Italiana. Quem me conhece sabe que eu estou sempre com um livro na mão, e já pensando o que vou ler na sequência. Curto muitas séries, baseadas ou não em livros, e também sou fissurado em filmes adaptados de livros... And may the odds be ever in your favor!
E-mail: gustavo.ronconis@gmail.com



Posts Relacionados







:38 :37 :36 :35 :34 :33 :32 :31 :30 :29 :28 :27 :26 :25 :24 :23 :22 :21 :20 :19 :18 :17 :16 :15 :14 :13 :12 :11 :10 :09 :08 :07 :06 :05 :04 :03 :02 :01


7 Comentários em “Eu e os Livros: Fernanda Rocha”


#1 Ariane 25-01-2013 - 10:22 -
Internet Explorer 7.0 Windows XP

Também começei a fazer metas :05 Minha agenda está com váriasss listinhas ahahahaa

Adoro releituras de clássicos infantis!! Adorei o filme Branca de Neve e o Caçador (não li o livro :18 )

[Responder]

gustavo responde:

Google Chrome 24.0.1312.52 Windows 7

Ola Ariane,

Você já está perto de concluir a meta para janeiro?

Dessas novas releituras só assisti Branca de Neve e o Caçador, mas quero ver A Garota da Capa Vermelha, João e Maria, e outros.

(Ah e ler os livros também)
Beijos

[Responder]

Ariane responde:

Internet Explorer 7.0 Windows XP

Oii Gustavooo

Hum… ainda não!!! hoje termino Finale (eu quero e não quero terminar ahahhaha :26 ) e depois vou ler Homem-máquina!

[Responder]

gustavo responde:

Google Chrome 24.0.1312.56 Windows 8

Nossa, estou louco para ler os dois.
Finale eu ganhei de presente e Homem-máquina eu quero comprar :D

[Responder]

Ariane responde:

Internet Explorer 7.0 Windows XP

ahhh eu ameii Finale (o começo nem tanto mas depois ehhehe :26 )
Comprei Homem-máquina logo que lançou… fiquei super animada com a sinopse!!!

[Responder]

Já comentou 267 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#2 Fernanda Rocha 25-01-2013 - 14:37 -
Google Chrome 24.0.1312.52 Windows 7

Adorei ter participado!!! Grande abraço Gustavo!!

[Responder]

gustavo responde:

Google Chrome 24.0.1312.52 Windows 8

O prazer foi nosso Fernanda!

E não deixe de curtir o site :D

Beijos

[Responder]

Já comentou 126 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!