literatura-e-bla-bla-bla category image
Gringo ou Green Go?!
Wednesday 09/05/2012 às 14:00 2966 Views Arquivado em: Literatura e Blá Blá Blá

Até bem pouco tempo atrás, ler livros em outras línguas no Brasil era um desafio que ia bem além da proeficiência linguística de quem se aventurasse na empreitada. Era bastante difícil encontrar material atualizado em diversas áreas da literatura nas livrarias brasileiras. O jeito era recorrer a viagens ao exterior – como fiz com “Paper Towns” e “An Abundance of Katherines” – ou a amigos que as fizessem.

Apenas recentemente a globalização chegou com força à literatura, e apesar de os títulos estrangeiros de ficção inundarem nossas estantes há muito tempo em suas versões traduzidas, só agora temos acesso aos sucessos internacionais em suas versões originais. Tudo começou bem timidamente, com compras por sites de livrarias brasileiras que levavam às vezes mais de mês para chegar – assim foi comigo e com “Looking for Alaska”, por exemplo – e hoje, além da facilidade de se comprar direto pelo Kindle um livro no mesmo dia em que é lançado nos Estados Unidos – como fiz com “The Fault in Our Stars” – o leitor brasileiro tem a cômoda opção de encontrar em sua livraria preferida uma farta variedade de títulos em paperback, mass market e hardcover.

Mas… resumindo-nos apenas à mais comum das línguas estrangeiras publicadas no Brasil, vale à pena ler em inglês? Eu vou entender o que estou lendo? Afinal, livros são como filmes, exceto pelo fato de que não temos a versão original “legendada”: apenas a dublada e a com áudio original sem legendas.
Bom, eu acho que poucas coisas nos abrem tantas possibilidades culturais quanto aprender uma língua. Os ótimos tradutores que me perdoem (perdoem mesmo, pois quero ver meus livros também traduzidos), mas a leitura – e o entendimento – da obra em sua versão original tem a capacidade de evitar o inevitável véu da tradução. Um tradutor, para ser bom, deve certamente escrever bem. E escrever bem um texto traduzido nada mais é do que tomar o entendimento pessoal pleno do texto e colocá-lo na língua que se deseja – geralmente a língua nata de quem está traduzindo.

Quanto à sua dificuldade de entender um livro em inglês ou em qualquer outra língua, tão menor ela será quanto mais você praticá-la (já dizia Drummond, “amar se aprende amando”), e claro que pelo menos pra começo, livros de linguagem mais simples são altamente recomendáveis, e não posso deixar de incluir John Green – autor dos quatro títulos de YA books citados no começo do post – nessa lista.

E vocês, já tentaram ler um livro em outro idioma? Recomendam algum livro específico? Preferem as obras traduzidas? Um beijo e até a próxima quinzena!




Sobre o autor do post:

Enderson Rafael nasceu em Florianópolis, em 1980. Escreveu seu primeiro romance, aos 19 anos. Formou-se bacharel em Comunicação (Publicidade e Propaganda) pela ESPM-Rio, escola que em 2006 apoiou a publicação de seu segundo livro "Propaganda e Marketing para vestibulandos, calouros, curiosos e simpatizantes". Neste meio tempo, escreveu dois roteiros de longa metragem para cinema, "Geribá" e "Mil Mares". Em 2010, lançou seu primeiro romance, "Todas as estrelas do céu" e agora trabalha como comissário de voo, profissão na qual já soma 5 mil horas de voo e que inspirou seu segundo romance, a ser lançado em 2012, "Três Céus" pela editora Gutenberg.
E-mail: endeblog@gmail.com



Posts Relacionados







:38 :37 :36 :35 :34 :33 :32 :31 :30 :29 :28 :27 :26 :25 :24 :23 :22 :21 :20 :19 :18 :17 :16 :15 :14 :13 :12 :11 :10 :09 :08 :07 :06 :05 :04 :03 :02 :01


18 Comentários em “Gringo ou Green Go?!”


#1 Filipe Machado 09-05-2012 - 23:39 -
Google Chrome 18.0.1025.168 Windows 7

Olá, meu caro Enderson. Ótimo post novamente. Parabéns! :29
Bem… eu nunca li um livro de literatura no original, em inglês, por exemplo. Logo, tenho muita vontade. Aliás, é o original. Nele sim podemos dizer que literalmente “esse autor é o cara” ou “essa autora é maravilhosa”, porque não há a interferência de terceiros. Pois mais que não queiramos acreditar ou perceber, fica a identidade do tradutor na obra também. Tanto que, certas expressões em inglês, tem várias formas de serem passadas ao português, né… Nisso, fica a minha grande vontade de um dia ainda comprar um livro original e lê-lo na sua linguagem pura :20

[Responder]

Enderson Rafael responde:

Google Chrome 18.0.1025.168 Windows 7

Grande Filipe, obrigado pela participação! Olha, eu incentivo muitíssimo vc a tentar. Eu tentei pela primeira vez com o Catcher in the Rye e não rolou. Até o dia que experimentei John Green e não parei mais;-) Vale mto a pena! Abraço!

[Responder]

Já comentou 276 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#2 Ariane 10-05-2012 - 08:49 -
Internet Explorer 8.0 Windows XP

Super pretendo ler livro em inglês… ;D
Tenho The Host, mas não vou ler (em Português éu abondonei… imagina em inglês ehehehhe)

[Responder]

Comentou pela primeira vez, seja bem-vindo!

#3 Ariane 10-05-2012 - 08:49 -
Internet Explorer 8.0 Windows XP

Super pretendo ler livro em inglês… ;D
Tenho The Host, mas não vou ler (em Português éu abondonei… imagina em inglês ehehehhe)

[Responder]

Enderson Rafael responde:

Google Chrome 18.0.1025.168 Windows 7

Oi, Ariane, quem sabe vc não tem uma surpresa na versão original? De repente foi na tradução que o livro deixou de ser do seu gosto;-) Bjo!

[Responder]

Anelise responde:

Google Chrome 15.0.874.54 Windows XP

Poxa, acho The Host muito bom! Se você sobrevive às primeiras 60 páginas, o livro fica DEMAIS! um dos meus preferidos…

[Responder]

Ariane responde:

Mozilla Firefox 12.0 Windows XP

Vou esperar pelo filme… se eu gostar eu leio ehehhe ;D

[Responder]

Já comentou 267 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#4 Michele B. 10-05-2012 - 10:48 -
Mozilla Firefox 12.0 Windows 7

oi,
amooo ler em inglês, já faz anos que eu leio.

http://lostgirlygirl.blogspot.com.br/

bjos

[Responder]

Enderson Rafael responde:

Google Chrome 18.0.1025.168 Windows 7

Boa, Mi, e qto mais a gente pratica, mais fácil fica, né?! Bjão!

[Responder]

Você já comentou 4 vezes.

#5 Cíntia Mara 10-05-2012 - 21:10 -
Google Chrome 18.0.1025.168 Windows 7

Ótimo texto. Eu nunca fiz curso de inglês e não sabia praticamente nada. Até que minha autora favorita lançou uma nova série e a editora que tem os direitos disse que não tinha previsão de publicar por aqui. Aí o bichinho dos idiomas me picou, e agora quero aprender todos e ler tudo no original. É viciante! Hoje leio normalmente em inglês e já li um romance em italiano.

Beijos

[Responder]

Enderson Rafael responde:

Google Chrome 18.0.1025.168 Windows 7

É isso aí, Cíntia! É mais fácil do que parece. Já pensou se tivéssemos que ler em mandarim?! hehehe

[Responder]

Você já comentou 40 vezes.

#6 Anelise 11-05-2012 - 13:36 -
Google Chrome 15.0.874.54 Windows XP

Comecei a ler em inglês por ser bem mais barato. Compro sempre pelo book depository, amo! Compro dois livros em paperback pelo preço de um aqui no Brasil. Mas enfim, não entendo tudo, óbvio, vou mais pelo contexto. Existem livros que são fáceis e livros que são impossíveis. Bom, o primeiro livro que li em inglês foi o Blood Promise, o quarto livro da série Vampire Academy. Lembro que achei MUITO facinho, a leitura fluiu que nem percebi. Também acho os CHICK-LITS bem facinhos de entender. Li o 4, 5 e 6 da série Shopaholic (Becky Bloom aqui no BR) e recomendo pra quem tá começando! Já por outro lado, tem aqueles que são difíceis, por exemplo, achei Catching Fire (Em chamas) um pouco confuso, e The time traveler’s wife (A mulher do viajante no tempo) bem dificinho. São esses que você tem que se concentrar pra ler, sabe? No meu caso, eu tinha que ler só em casa, não conseguia ler no metrô, etc… Enfim, vai de cada livro! \o/

[Responder]

Enderson Rafael responde:

Google Chrome 18.0.1025.168 Windows 7

Verdade, Anelise. Tenho lido John Green sem problemas, mas Harry Potter, por exemplo, me pareceu mais difícil, vocabulário pouco usual (mesmo em português, vai saber o que é uma mandrágora…). Mas com os livros desafiantes é que aprendemos mais, né… o jeito é colocar o dicionário do lado ou usar o que vem no Kindle, pra quem usa o ereader:-) bjo!

[Responder]

Já comentou 76 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#7 Yara Prado 12-05-2012 - 17:30 -
Google Chrome 18.0.1025.168 Windows 7

Nossa, que tema!
Eu sou uma pessoa que é completamente perdida com relação a inglês! Não tem santo que me faça entender uma frase qualquer!
Esses dias atrás até a Pri estava me ajudando em inglês, de tão triste que a situação é!rsrsrs
Mas, enfim, além de não ter facilidade alguma com o idioma, eu acho feio….rsrsrs
Sério, não gosto de nada que esteja escrito em ingles e não gosto de ouvir conversas em ingles, porque acho muito nojentinho, sabe?rsrsrs (quase ninguém entende minha aversão por este idioma que todo mundo ama, mas tudo bem!)
Pode ser que eu não goste por não ter facilidade, mas mesmo assim, não dou muita atenção para isso.
Então, para mim, ter a versão traduzida é a grande salvação,porque se me entregassem um livro em ingles ele provavelmente iria se manter fechado.
Ja pensei em pegar algum livro fininho para me arriscar, mas acabei desistindo….rsrsrs
Concordo que durante a tradução, algum detalhe ou informação acabe se perdendo, mas ainda assim eu prefiro!rsrsrs

Bjs.

[Responder]

Enderson Rafael responde:

Google Chrome 19.0.1084.52 Windows 7

Ah, Yara, meu pai era como vc, odiava inglês. Mas olha, sinceramente, aproveite que o inglês é a língua fácil que é e aprenda. Pois já pensou se tivéssemos que saber Mandarin?! Aí sim estávamos perdidos! hahaha bjo!

[Responder]

Yara Prado responde:

Google Chrome 19.0.1084.52 Windows 7

Hum, é verdade…rsrsrs
Mas eu acho que meu problema é com outro idioma mesmo, porque na escola eu tenho inglês e espanhol…
Inglês dispensa comentários e Espanhol eu ainda me confundo toda, apesar de ser bem melhor que inglês…rsrsrs
Bjs.

[Responder]

Já comentou 802 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#8 Julia Nevares 12-05-2012 - 19:03 -
Google Chrome 18.0.1025.168 Windows Vista

Adorei o post o/ Principalmente porque me identifiquei… Comecei a ler em inglês por causa do John Green, na verdade. Li Quem é você, Alasca?, gostei muito e quis conhecer mais obras dele. Como não tinha mais nada aqui no Brasil, corri pro inglês mesmo. Comprei Let It Snow e Paper Towns. Comecei por Let It Snow porque é um livro com três histórias natalinas, então cada uma tem cerca de 100 páginas. Achei melhor para pegar ritmo, ver se eu entenderia tudo. Mas, depois que peguei confiança, não parei mais! Como você disse, tem que praticar mesmo. Leio bem mais devagar em inglês. Mas compensa muito porque sinto que aproveito mais os livros :)) E, claro, é bem mais barato! haha beijos

[Responder]

Enderson Rafael responde:

Google Chrome 19.0.1084.52 Windows 7

Oi, Julia, temos uma história bem parecida então! Quero ler Let i snow, até pra descobrir o que é que a Maureen tem! hahaha Bjo!

[Responder]

Você já comentou 3 vezes.