literatura-e-bla-bla-bla category image
Réveillons particulares e coletivos Ano novo, livro novo – e outras resoluções para 2013
Wednesday 02/01/2013 às 08:00 942 Views Arquivado em: Literatura e Blá Blá Blá

literaturablablalba

A simpática data da virada do ano é tema recorrente na minha vida. Nem todo mundo para pra pensar, mas o ano mudar no dia 31 de dezembro é uma mera convenção. O calendário anual é baseado num fenômeno natural, que é a revolução da Terra em torno do Sol. Nossa cultura – que descende do Império Romano – usa o ano gregoriano, um dos mais precisos, e baseado na suposta data do nascimento de Cristo (suposta, pois se fosse na data que todo mundo acha que ele nasceu, o ano virava no Natal, né… Na verdade, uma das datas mais prováveis segundo historiadores é 2 de janeiro. Isso, hoje mesmo). Nem todos os povos, no entanto, contam o ano da mesma maneira. Por isso que, cá e lá, vemos o pessoal comemorar a virada do ano chinês (estamos no ano 4710, do dragão, seja lá o que isso quer dizer, e o réveillon deles será dia 9 de fevereiro), o islâmico (atualmente em 1433) ou judaico (5733), com réveillon em setembro.

Fogos, roupa branca, sete ondas e tantas outras coisas marcam nosso réveillon, e nos primeiros capítulos de “Três Céus“, nosso protagonista Lucas Luchesi vive uma aventura ao se embrenhar em um dos mais famosos réveillons do planeta, no Rio de Janeiro. Pois bem, eu sou da seguinte opinião: cada um tem seu réveillon particular. Eu nasci dia 26 de agosto, portanto, meu ano começa no meio do inverno e vai até o inverno seguinte (no hemisfério sul, aqui no norte o inverno é agora) e assim por diante com todos vocês. Em tese, a Terra está no mesmo lugar que no dia 2 de janeiro do ano passado. Mas na verdade, como o Sistema Solar também se move em torno da Via Láctea (e sua volta demora bem mais que um ano…) a Terra está no mesmo ponto do espaço com relação ao Sol, mas não ao resto do Universo.

Algumas pessoas, como a dona do blog, nasceram exatamente no mesmo dia do réveillon de todo mundo, então elas não têm um réveillon particular, é mais pra coletivo mesmo. E neste réveillon (que vem do francês “despertar”) desejo tudo de melhor pra vocês, pra minha amada Priscila, e que seja um ano de muitos livros e realizações. Das minhas ambiciosas resoluções de ano novo, a mais pertinente pra vocês, pra esta coluna e pra este blog é a que diz respeito ao livro incompleto preferido da Pri: “Alba“. Este ano não só termino como, se der tudo certo, lanço meu próximo romance – da qual a ilustre blogueira é beta reader. Como vocês já bem sabem de outros carnavais (e réveillons), terminar o livro é a parte fácil – ainda mais que faltam dois ou três capítulos apenas. Mas vamos lá, se tudo der certo, encontro vocês na Bienal do Rio de Janeiro com livro novo e publicado! E tem mais surpresa vindo aí, mas ainda não posso fazer mais que deixar vocês curiosos…

Beijo imenso e feliz réveillon coletivo!




Sobre o autor do post:

Enderson Rafael nasceu em Florianópolis, em 1980. Escreveu seu primeiro romance, aos 19 anos. Formou-se bacharel em Comunicação (Publicidade e Propaganda) pela ESPM-Rio, escola que em 2006 apoiou a publicação de seu segundo livro "Propaganda e Marketing para vestibulandos, calouros, curiosos e simpatizantes". Neste meio tempo, escreveu dois roteiros de longa metragem para cinema, "Geribá" e "Mil Mares". Em 2010, lançou seu primeiro romance, "Todas as estrelas do céu" e agora trabalha como comissário de voo, profissão na qual já soma 5 mil horas de voo e que inspirou seu segundo romance, a ser lançado em 2012, "Três Céus" pela editora Gutenberg.
E-mail: endeblog@gmail.com



Posts Relacionados






:38 :37 :36 :35 :34 :33 :32 :31 :30 :29 :28 :27 :26 :25 :24 :23 :22 :21 :20 :19 :18 :17 :16 :15 :14 :13 :12 :11 :10 :09 :08 :07 :06 :05 :04 :03 :02 :01


Nenhum comentário em “Réveillons particulares e coletivos Ano novo, livro novo – e outras resoluções para 2013”