resenhas category image
Sai da Internet, Clarice!
Wednesday 19/01/2011 às 23:57 2403 Views Arquivado em: Resenhas

Você se lembra do seu primeiro computador? Eu com certeza me lembro. Aos mais jovens talvez seja algo mais comum pois quando vocês começaram a entender o que era um computador a gente já usava o “Menu Iniciar” para achar tudo dentro do Windows… Eu não sou tão velha assim ok? (cahãm… *limpa a garganta*) mas lembro que quando eu era criança a gente ainda digitava um comando no DOS para “chamar” o Windows e alguns joguinhos (meu favorito era Carmen SanDiego :12 ) e quando eu tive meu primeiro computador (lá pela 5ª série acho) ainda tinha o Windowns 95 que eu adorava colocar o tema ‘mistério’ pois o papel de parede era uma biblioteca maravilhosa… (Bookaholic desde cedo, oi?!) Ok, Priscila, vamos falar da resenha agora? Mas eu tô falando dela! Heim?! (Por favor não reparem, pessoas com mente hiperativa tendem a conversar com seu próprio pensamento… :37 ) Pat Barboza vem mais uma vez mostrar que é um grande talento brasileiro em livros infanto-juvenis e em especial neste livro, que conta a experiência de uma adolescente ao ganhar seu primeiro computador. O mundo virtual cada vez mais faz parte de nossa vida então ver pelo lado de uma garota que está descobrindo este mundo de redes sociais, blogs e afins é uma abordagem bem interessante… Eu contei para vocês sobre minha história com computador e internet porque foi algo que me marcou muito a ponto de eu lembrar de muitos detalhes bobos (eu jogava muita Paciência e Campo Minado… a internet “discada” só chegou aqui quando eu ganhei meu segundo computador e estava entrando no ensino médio XD). Mas quando ela chegou, inevitavelmente o chat do Terra (naquela época Zaz) era meu passatempo favorito! (Outra curiosidade: fiz um amigo naquela época que mantenho até hoje!) As crianças de hoje já nascem neste mundo. É algo tão intimo para todas elas que a internet se tornou ferramenta de alfabetização, desenvolvimento e diversão também (já percebeu o tanto de interações online que tem hoje nos brinquedos e programas infantis?) Os adolescentes não preciso nem dizer que não vivem sem. Os adultos… bom, vamos resumir dizendo que hoje ninguém vive sem a tal internet… Eu mesma trabalho e estudo através dela! Por ser tão presente nos nossos dias, ressalto a qualidade deste livro que é quase um “manual” para sobrevivencia virtual! Por falar em manual, uma parte que achei bem legal, são exatamente essas “dicas” que a prima da protagonista do livro passa para ela sobre internet:

Manual de como ser uma boa amiga virtual, by Tatiana Coutinho

– Parte 1 – Como Ser uma boa blogueira
– Parte 2 – Como agitar seu CLAM*
– Parte 3 – Usando o Mensageiro**

* Clube da Amizade, é uma espécie de Orkut no livro
** Mensageiro é uma espécie de MSN

Daí que eu me aproveitei da idéia e resolvi montar o…

Manual de como ser uma pessoa não odiável na Internet, by Priscila Braga

Parte 1 – No MSN

– Se está ocupado, avise isso no seu status. É muito chato falar com alguém que te responde com a maior demora ou pior, monossilábicamente …
– Se estiver livre para conversar, fique online, se estiver longe do computador fique ausente, mas sempre que a situação mudar, atualize o status. Se você não levar isso a sério, as pessoas também não vão respeitar quando você estiver realmente ocupado por exemplo…
– Emoticon é bonitinho e eu mesma sou doida para usar aos montes, mas cuidado para não exagerar e pior ainda não substitua palavras por imagens… Ningúem é obrigado a adivinhar que aquele bonequinho fofo que você colocou se sacudindo de cima pra baixo significa “sim”… (bonequinho fofo)pático também não é uma palavra então cuidado para não dificultar a vida do seu amigo…
– Não use uma fonte muito pequena, muito cheia de voltas ou de cor muito clara. Conversar no MSN é pra ser algo divertido, não trabalhoso e de dificil entendimento. Sobre “miguxês” e coisas do gênero não preciso nem falar certo? NiNgUéM mErEcE ki si ixcreva axim! =P

Parte 2 – Orkut/Facebook e afins

– Cuidado com o numero de notificações que você manda por aplicativos como Farmville, Colheita Feliz, Fazendinha sei la do que etc… Lembre-se que nem todos seus amigos gostam desses joguinhos e ficar poluindo a página deles com um monte desses avisos não é legal…
– Mandar recadinho com som automático no orkut pode ser bonitinho ou desastroso… Geralmente é a segunda opção… Ninguém merece ficar ouvindo aquelas músicas sem nexo que começam a tocar do nada na sua página…

Parte 3 – E-mail

– Não mande powerpoints com imagens liiiiindas de cachoeiras nem correntes que vão me fazer ficar banguela se não repassar para 10 amigos. Sem mais.

Parte 4 – Twitter

– Não saia falando mal de meio mundo no Twitter… lembre-se que seu chefe, seu vizinho, seu futuro/atual/ex namorado podem te seguir e você nem saber … Então manere ok?
– Não fique dando RT em todos os elogios que você recebe… Já pensou que ‘legal’ se você estivesse passando na rua e alguém do nada subisse no banco com um megafone na mão e gritasse: “ME FALARAM QUE EU SOU LINDO!” “FULANA ME ACHA LEGAL””.. Seria estranho certo? Pois é… a rua no caso é sua timeline e ficar dando RT em coisas do gênero é tão incomodo quanto…
– Seus seguidores não são cegos ok? Então não fique mandando a mesma mensagem repetidas vezes… Se for algo que você quer MUITO divulgar, mande uma ou duas vezes por dia em horários diferentes… Quem posta a mesma coisa de 10 em 10 minutos não tem direito nenhum de reclamar que deixou de ser seguido…
– Não fique mandando reply pedindo que as pessoas vejam (TODOS) os posts novos do seu blog a não ser que seja de interesse da pessoa ou ela seja mencionada. Convidar uma pessoa para conhecer sobre um ou outro assunto é uma coisa, mas ficar falando TODAS as vezes sobre TODOS os posts é meio chato… Se eu gostar tanto assim do seu blog eu vou assinar para receber as postagens por e-mail, ok?!
– Cuidado com as atualizações do Skoob, Orangotag etc e tal… Uma tudo bem, mas há quem faça 50 atualizações que geram 50 twits seguidos… NOT COOL! =P

Parte 5 – Os blogs

– Seja simpático, visite os blogs amigos e deixe um comentário. Trocar links também é uma forma bacana de divulgar o blog de um amigo enquanto ele divulga o seu.
– LEIA um post antes de comentar, pior do que não aparecer nunca é comentar: “Nossa, adorei aqui, muito legal! Passa no meu também?!” ¬¬ Tenso!
– Não se aproprie de nada que não seja seu, viu algo que gostou e deseja passar adiante? Ótimo. DÊ CRÉDITO!
– Sua amiga tem um layout, um blog bonito? Ótimo, fique feliz por ela e seja feliz criando um mais legal ainda pra você! Seus amigos e leitores vão gostar muito mais se você for criativo e autêntico do que se for uma “cópia barata” de blog x, y, z …
– Aos aspirantes a blogs literários: não crie um blog com a finalidade de ganhar brindes, livros e conseguir um montão de parcerias… Você pode até conseguir num primeiro momento, mas assim que as editoras e autores perceberem que você não leva a coisa a sério vão pular fora… Ah, se você não ama ler e não ama escrever (no caso blogar), NÃO crie um blog literário… Dá trabalho, requer tempo e dedicação. Não fundamente seu blog também só em promoções… Elas são uma forma bacana de divulgação e de crescimento para o blog, mas definitivamente não devem ser o foco… Tem blog por aí tão desesperado com o “número de seguidores” e afins que tão quase sorteando a mãe e o papagaio pra conseguir isso… Já dizia o ditado: o que sobe rápido cai mais rápido ainda.
– Nunca perca seu foco… Ter um blog não deixa de ser uma forma de lazer e entretenimento então não perca tempo arrumando briguinhas e tentando ser melhor que todo mundo… Seja feliz, faça um bom trabalho e todo o resto (o crescimento, reconhecimento, parcerias, etc e tal) vem naturalmente…
– Alguns demoram a perceber, outros pegam isso mais depressa: o maior prêmio que um blogueiro pode ter não são cortesias, brindes, fama ou seja lá o que se espera com um blog… O maior retorno que um blogueiro tem, é um comentário fofo, é alguém te contar que comprou tal livro por causa da sua indicação, é um autor te mandar um e-mail agradecendo pela resenha bem feita… Essas coisas não tem preço… Não tem livro, marcador autografado ou brinde que pague…

Caramba, me empolguei :38 Voltemos a programação normal…

A História

Clarice é uma garota de 15 anos que acaba de ganhar seu primeiro computador. Ela já usava na escola e na casa de sua prima Tatiana (que é uma de suas melhores amigas), mas ter um só dela é algo que ela queria muito e ficou super feliz por conseguir… Não demorou muito para ela se inscrever em várias redes sociais, criar seu blog e adicionar seus amigos no programa de mensagens instantaneas… Principalmente o Marcelo, um garoto de sua sala que ela sempre teve uma quedinha mas nunca teve muita coragem para se aproximar dele e agora com a facilidade da internet era bem mais fácil para puxar vários assuntos… Os pais dela alias, eram separados, na verdade ela nunca teve um relacionamento com ele… Imagine qual foi a surpresa dela quando num belo dia recebe o e-mail de uma menina dizendo que era sua meia-irmã? No começo ela não vai muito com a cara da menina é claro, afinal ela teve todos os carinhos e cuidados do pai enquanto ela crescia e Clarice nunca sabia bem o que fazer naquelas festinhas de Dia dos Pais da escola… Depois desse período de adaptação elas se tornam grandes amigas e quem diria que dentre tantas coisas a internet lhe proporcionaria até a chance de encontrar sua irmã mais nova!? O livro é encantador e ricamente ilustrado! Clarice é uma personagem muito divertida e vai te render boas risadas! Recomendadissimo! :04

A Autora

Patricia Barboza é escritora de livros infanto-juvenis e tem cinco títulos publicados: Os Quinze Anos de Carol, Sai da internet, Clarice!, A Primeira Vez a Gente Nunca Esquece, Os Sete Desafios e Confusões de Um Garoto. Ela é palestrante e coordenadora do Projeto Leitura Nota 10 onde visita escolas e da palestras incentivando a leitura e também faz parte do Projeto Novas Letras.

Etc …

Capa e Projeto Gráfico: [rating:4/5]
História: [rating:4/5]
Narrativa: [rating:4/5]
Skoob: Sai da Internet, Clarice!
Twitter: @patbarboza
Autora: Patricia Barboza
Projeto: Leitura Nota 10
Editora: Leitura




Sobre o autor do post:

Meu nome é Priscila, mas por favor me chame de Pri, não sou uma pessoa de muitas formalidades. Ler é um dos meus passatempos favoritos, por isso criei o Bookaholic para compartilhar com vocês um pouco do que leio entre outras paixões que compõe o meu mundo. Fã de séries, filmes e outras coisinhas do universo nerd, publico aqui também um pouco do meu dia-a-dia. Designer por formação, corretora por profissão, sou evangélica, fã de super heróis, e de Contos de Fadas, de Friends e Gilmore Girls, para sempre uma apaixonada por literatura, girly stuffs, viagens, filmes, séries e boa música. Mãe de três peludos lindos: Summer, Bridget Jones e Ártemis.
E-mail: priscilabraga@gmail.com



Posts Relacionados








81 Comentários em “Sai da Internet, Clarice!”