skoob category image
E você, bookaholic? #22
Monday 29/04/2013 às 10:15 1555 Views Arquivado em: E vc Bookaholic?

O que você acha de palavrões em livros?

Equipe:

Caio:

Dana: 

Dudu:  Depende muito da situação. E do livro. Claro que em um Infanto-fuvenil vai ser meio difícil encontrar um palavrão, mas em certos livros dá até um ar de mais real.

Fer:  Não vejo problema, honestamente. Toda hora todo mundo fala. Inclusive já li uma reportagem dizendo que, quando falamos um palavrão, ele expressa todo o sentimento que está guardado dentro da gente.
Mas enfim, existem casos e casos. Quando tem muitos, fica meio irritante. Sem contar que acaba influenciando cabecinhas como a minha, que demoram um pouco para sair da história que estava lendo. Já aconteceu de eu ler um livro cheio de palavrões e, quando terminei, não conseguia pensar sem colocar um no meio. Mas aí passou, e eu esqueci disso!

Gustavo: 

Para mim depende muito de cada livro. Se a história permite o uso do palavrão naquele momento, eu não vejo problema.
É claro que em alguns momentos um personagem tá lá sofrendo um bocado, apanhando ou descobrindo alguma coisa muito séria e diz: “- Puxa vida!” Bom… acho que poucas pessoas falariam isso hehehe.
Mas forçar ou encher os livros de palavrões também não vai ficar muito bom, a não ser que seja a biografia da Dercy Gonçalves (rs)

Pri: 

Tati:  Se levarmos em conta que as pessoas dizem palavrões o tempo todo na vida real, não vejo problema nenhum em encontrar um no meio da leitura. Mas acho que existem casos e casos: tem livros onde os palavrões ficam ofensivos demais simplesmente pelo fato não serem expressos com naturalidade. Livros de adolescentes, por exemplo, variam muito com isso, porque tem história em que os palavrões cabem em alguns contextos. Entretanto, não acho que seja uma coisa muito bonita de se ver, principalmente porque o público-alvo deveria ter “um bom exemplo” – quer dizer, duvido que os pais desses adolescentes achariam de bom tom ter vários palavrões no meio da narrativa.
Mas alguns livros, entretanto, não têm essa classificação etária e, por isso, não acho que seja errado ter palavrão. Claro que também não precisa ser 9 palavrões a cada 10 palavras, mas não me sinto ofendida quando encontro um. É como dizia um texto que li há muitos anos: existem situações em que o palavrão significa tudo o que você quer dizer, e que não exitem palavras que possam substituí-los naquele momento.

Yara: 

Leitores:

Juci: Eu não vejo problema (a não ser que seja em um livro infantil, né), afinal, as pessoas falam palavrões o tempo todo na vida real. Seria até estranho se todo mundo falasse certinho nos livros. Acho que isso faz até parte da construção do personagem, já que a forma como a gente se comunica muda muito de pessoa para pessoa e pode falar muito sobre quem nós somos.
Letícia Maria Olimpio: Depende do contexto do livro. Se for um livro de época fica estranho, mas se for um livro contemporâneo com personagem que falariam palavrões se fosse na vida real acho que o mais certo é ter os palavrões.
Patricia Godoi: Não me agrada…espero um nível de linguagem mais alto quando estou lendo um livro.
Verena M. Belfort: Dependendo do livro, acho até que deve ser usado. Ainda mais se for um livro sobre jovens

Com essa nova onde de livros virando filmes, qual livro que você leu esse ano deveria virar filme?

Equipe:

Caio:

Dana: 

Dudu:  Eu adoraria um filme sobre Every Day, do David Levithan. AMEI o livro e tem um história super diferente. Já nos nacionais, seria incrivel se a série Dragões de Eter, do Raphael Draccon fosse adaptada. Li os três livro lançados e é épico!

Fer:  Li poucos, mas tenho vários que gostaria que virassem filmes! Primeiro, a série Ecos da Morte, da Kimberly Derting. Ia ser meio assustador, mas muito fofo (sim, tem como ser os dois!). Também queria ver nas telas One Night That Changes Everything, da Lauren Barnholdt. Seria um Dormindo Fora de Casa mais emocionante! E queria também que Perdida fosse para o cinema! Gente, não tenho dúvidas de que estouro de bilheteria é pouco para falar do que seria esse livro adaptado! Ia ser lindo, maravilhoso, perfeito!

Gustavo: 

Esse ano li muitos livros que já viraram filmes, ou que vão ser lançados esse ano. Os que eu li e queria que fossem transformados em filme são:
-Procura-se um Marido da Carina Rissi, achei o livro muito divertido e viraria uma comédia romântica muito engraçada.
-Caçadores de Bruxas do Raphael Draccon, esse ficaria muito bom se fosse transformado em filme, a história teria muita ação e personagens marcantes.

Pri: 

Tati:  Considerando que li pouquíssimos livros, tenho pouquíssimas sugestões (mas que são todas boas!): Primeiro seria The Juliet Club, num estilo meio Cartas pra Julieta pra adolescentes!
Depois gostaria de ver Cordeluna, que tem tuuudo pra ser uma adaptação ótima, cheia de bons efeitos especiais e um figurino de dar inveja!
Por fim, queria MUITO ver Sua Grande Chance, que daria uma ótima comédia romântica!

Yara: 

Leitores:

Bruna Stefany: A MALDIÇÃO DO TIGRE

Kátia Macedo: todos de simone elkeles… adoro todos os livros dela… seja os irmãos Fuentes, Caleb e Maggie ou Amy e Avi ^^ amo todos!!

Mayara Olivieri Cardoso: Garota Exemplar! Um belo enredo!


Sobre o autor do post:

Tem 20 anos, mora em Uberlândia - MG, não vê a hora de estar formado e sair por ai dizendo que é um engenheiro e construindo pontes. Escreve por paixão, mas ser publicado seria uma incrível consequência disso. Quase não tem vida social, tudo culpa das séries, livros e filmes que insiste em acompanhar, mesmo não tendo tanto tempo para isso. Adora passar vergonha em público e já aprendeu que sempre vai ser mais desastrado do que pensava. Ele também sempre fica perdido quando tem que escrever uma Bio.
E-mail: dudusferreira@hotmail.com



Posts Relacionados







:38 :37 :36 :35 :34 :33 :32 :31 :30 :29 :28 :27 :26 :25 :24 :23 :22 :21 :20 :19 :18 :17 :16 :15 :14 :13 :12 :11 :10 :09 :08 :07 :06 :05 :04 :03 :02 :01


4 Comentários em “E você, bookaholic? #22”


#1 Yara Prado 02-05-2013 - 10:02 -
Google Chrome 26.0.1410.64 Windows 7

Meu Deus, nunca mais consegui responder as questões do EVC? :(
Mas vou responder aqui mesmo:

Sobre palavrões nos livros:
Não sou adepta a palavrões, procuro não usá-los e não gosto que usem perto de mim, mas concordo que em alguns livros dá uma realidade a mais para tudo, só acho que tem que ser bem pensado e saber o tipo de livro. Não tem lógica colocar palavrões em livros infantis…kkk

Livros que deviam virar filme:

OUTONO DE SONHOS da Adriana Brazil! \o/ Se este livro virar filme, sou a primeira a comprar o ingresso para a estréia! Enquanto eu lia, simplesmente imaginava tudo aquilo em uma tela de cinema, foi impossível separar as duas coisas. Acho o livro perfeito para um filme perfeito e bem feito….

Ok, respondi! \o/
Bjs.

[Responder]

Já comentou 802 vezes e é um verdadeiro Bookaholic!

#2 Camila Bezerra 02-05-2013 - 15:48 -
Internet Explorer 8.0 Windows XP

Não vejo problemas com palavrões em livros, desde que não pareça forçado, que seja algo natural. Encher o livro de palavrões também não é algo legal
Um livro que queria muito ver nas telinhas, e que sei irá logo logo é A Menina que Roubava Livros. Achei o livro lindo e gostaria muito de ver essa história.
Beijos!

[Responder]

Você já comentou 10 vezes.

#3 Sumaya Lira Hermann 07-05-2013 - 16:10 -
Google Chrome 26.0.1410.64 Windows 7

Não me importo com palavrões em livros, desde que o personagem tenha essa característica. E livro que gostaria de ver nas telas que li esse ano vai ser fácil e será concretizado: Cidade dos ossos. Amei o livro e quero muito ver o filme.

[Responder]

Você já comentou 25 vezes.

#4 Luis Gustavo Salmazo 13-05-2013 - 23:43 -
Mozilla Firefox 20.0 Windows 7

Sobre Palavroes em livros:
Acho que vai depender do contexto em que o livro está falando.
Mas particularmente seria melhor se evitasem ficar colocando muitos palavroes.

[Responder]

Você já comentou 29 vezes.