Entrelinhas #2 – Escrever ou não escrever? Eis a questão. 02/03/2011
Certamente podemos utilizar o célebre questionamento de Shakespeare em tudo. Em Hamlet, Shakespeare questionou o “ser”, aqui questionamos o “escrever”. Falemos de forma breve sobre isso. Muitos são os que escrevem em nosso tempo. Poucos, contudo, escrevem de fato. Escrever, como suprema arte que é, não se trata apenas de rascunhar miríades de palavras insossas, postas lado a lado num continuum tedioso e sem sentido. O que vejo saltando aos olhos nas livrarias atuais são

Categoria: Entrelinhas - 58 Comentários
Tags:
764 palavras - Postado por: